Zé Sacristão: um cajazeirense de quase 1.000 afilhados

Personagens que fizeram e que fazem a história de Cajazeiras

JOSÉ ALVES PEREIRA

Cajazeiras (PB), 07/08/1922 – Cajazeiras (PB), 17/07/2014


Zé Sacristão, casado com Joana Alexandre Pereira, é filho de José Alves Coêlho e Francisca Clementina de Souza. Pai de oito filhos: Assis, Fátima, Tarcísio (in memoriam), Lúcia, José Filho, Luciano, Jacinta e Marcos.

Exerceu as mais variadas profissões, como sapateiro e balconista na farmácia do Dr. Aprígio de Sá. Foi sacristão 19 anos seguidos, entre 1948 e 1967, além de ter exercido a função de oficial de justiça a partir de 1963, onde aposentou-se.

Zé Sacristão também enfrentou lutas sociais. Participou diretamente das construções do Abrigo de Idosos Luca Zorn e do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Cajazeiras. Foi, ainda, presidente do Círculo Operário e da Conferência São Vicente de Paula.

Uma das peculiaridades de Zé Sacristão é que ele era padrinho de cerca de 929 afilhados, sendo, certamente, o cajazeirense com o maior número de compadres já registrado nesta terra.

Em 2011, o vereador Moacir Menezes apresentou um Projeto de Resolução à Mesa Diretora da Câmara Municipal de Cajazeiras para a outorga da Medalha de Honra ao Mérito Legislativo Deputado João Bosco Braga Barreto. O projeto foi aprovado por unanimidade dos seus pares.

Zé Sacristão morreu em Cajazeiras, aos 91 anos.

Morre em Cajazeiras, aos 91 anos, Zé Sacristão

 

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *