Vereador denuncia desvio de quase R$ 2 milhões no Instituto da Previdência de Cajazeiras


O vereador Moacir Menezes (DEM) usou a tribuna da Câmara Municipal de Cajazeiras, nessa segunda-feira (29), para fazer uma grave denúncia contra a gestão municipal. De acordo com o parlamentar, de janeiro a abril, houve o desvio de R$ 1,9 milhão do Instituto de Previdência do município (veja os dados abaixo).

Segundo ele, em 31 de dezembro do ano passado os servidores tinham reservado R$ 8,5 milhões, dinheiro  para garantir a aposentadoria. Já pelos dados do Portal da Transparência do Tribunal de Contas da Paraíba (Sagres), de 19 de maio, o valor reservados para aposentadoria caiu para R$ 6,6 milhões.

De acordo com o vereador, o dinheiro que deveria ser usado para aposentadorias está sendo utilizado para outros serviços da prefeitura e cria “um rombo na previdência”.

Na sessão, o vereador solicitou um requerimento, que foi aprovado pela maioria dos vereadores, para que contadores da Casa façam um levantamento sobre os dados. Após documentado, Menezes afirmou que irá encaminhar a denúncia ao Ministério Público, através da Procuradoria da Câmara.

Para o vereador os prejuízos “são imensos e os servidores municipais podem ficar sem aposentadorias no futuro”.

Ainda segundo o vereador, a gestão deixou de repassar durante este mesmo período (janeiro, fevereiro, março e abril) o montante se R$ 3,5 milhões da parte de segurado e patronal.

Veja os dados:

 

 

 

BLOG DO GORDINHO

3 Comments

  1. Avatar
    Roberval Moreira
    31/05/2017

    Isso é muito grave, nesse quadro demonstrativo esta relatando duas etapas, a primeira é que o saldo em 31.12.2016, R$ 8.465.843,02 e -R$ 6.626.666,45. resta saber se essa diferença foi gasta com aposentadoria e pensão dos servidores, se usado em outro setor da prefeitura de Cajazeiras será um evento muito grave. e os quatro meses que a prefeitura de Cajazeiras não repassou para a previdência municipal chama-se apropriação in debita ou seja a prefeitura esta se apropriando do dinheiro do servidor que foi descontado no contra cheque do servidor, e esse dinheiro seria a garantia da aposentadoria dos servidores de CJ.

  2. Avatar
    Roberval Moreira
    31/05/2017

    Isso é muito grave, nesse quadro demonstrativo esta relatando duas etapas, a primeira é que o saldo em 31.12.2016, R$ 8.465.843,02 e -R$ 6.626.666,45 em 30/04/2017 R$ 1.839.176,57
    – resta saber se essa diferença foi gasta com aposentadoria e pensão dos servidores, se usado em outro setor da prefeitura de Cajazeiras será um evento muito grave. e os quatro meses que a prefeitura de Cajazeiras não repassou para a previdência municipal chama-se apropriação in debita ou seja a prefeitura esta se apropriando do dinheiro do servidor que foi descontado no contra cheque do servidor, e esse dinheiro seria a garantia da aposentadoria dos servidores de CJ.

  3. Avatar
    Jonilson Branco
    31/05/2017

    se isso for real é para os vereadores pedirem o impeachment do prefeito atual, se for verdadeiro esse quadro de projeção de receitas e despesas, tem enquadramento na lei de apropriação indébita e outras complicação. isso é muito grave e não esta do jeito certo. se esse documento for verdadeiro é muito grave.

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *