Vereador aponta que previdência municipal dispõe de pouco mais de R$ 370 por servidor


COISAS DE CAJAZEIRAS
SEDE DO IPAM EM CAJAZEIRAS / FOTO: CHRISTIANO MOURA

O vereador Rivelino Martins (PSB), relator da CPI do Ipam (Instituto de Previdência e Assistência Social de Cajazeiras) na Câmara Municipal, divulgou um balanço mostrando o quanto a situação é crítica naquele instituto.

De acordo com o balanço, a disponibilidade financeira por servidor efetivo em Cajazeiras é de R$ 374,96. Outros municípios têm bem menos que isso, enquanto alguns dispõem de uma boa reserva.

O órgão responsável por aposentadorias e pensões agoniza por causa de um rombo financeiro que se acumulou graças à falta de repasse das gestões municipais.

“O Ipam vem sendo destruído. A gestão está tratando o Ipam da forma mais desrespeitosa possível. O dinheiro está desaparecendo. Isso agride de forma direta o professor, o auxiliar de serviço, o vigilante, os mais de mil servidores que temos no município de Cajazeiras que pagam a sua previdência todos mês e o recurso está desaparecendo”, protestou Rivelino.

O vereador disse que o atual governo municipal deixou a reserva do Ipam cair de R$ 8 milhões para R$ 500 mil no período de janeiro de 2017 para julho de 2019. Ele falou ainda que vai protocolar denúncia junto à comissão de improbidade administrativa do Ministério Público.

Resposta da prefeitura

De acordo com o secretário de Governo e Articulação Política de Cajazeiras, José Anchieta, a situação do Ipam é antiga, é igual a de todos os municípios da Paraíba e a atual gestão municipal não tem culpa.

Anchieta garantiu que o município está se esforçando para fazer os repasses e está pagando em dia as parcelas do que não havia sido repassado no primeiro ano da gestão.

“Isso vem desde a fundação do Ipam. Nós temos um rombo aí que não é culpa dessa gestão. O próprio vereador Rivelino apurou isso. O que essa gestão está fazendo é um esforço enorme para cumprir a sua parte, fazer o seu repasse. Infelizmente nosso instituto chegou a esse ponto”.

COM INFORMAÇÕES DO DIÁRIO DO SERTÃO

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *