Um belo quadro


Que se vão os anéis e fiquem os dedos, para que fortalecemos a fraternidade universal, onde possamos ouvir e consolar os ais de muitos, e que amanhã ouçam nos nossos ais e venham enxugar as nossas lágrimas.

Vamos juntos na esperança da grandeza da vida e nos tornemos como a tarde que se curva a noite e a noite que recebe de braços abertos o amanhecer, e entre rios de alegria banhemos os pés de todos que vierem comungar o belo quadro para 2018.

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *