Trinta homicídios foram registrados na região de Cajazeiras em 2017


A Região Metropolitana de Cajazeiras, composta por 15 municípios, teve em 2017 uma taxa de homicídios aumentada em 3,4% de 2016 a 2017, de acordo com dados dos indicadores do 6° Batalhão da Polícia Militar, até o dia 29 de dezembro.

Homicídios – Segundo o levantamento divulgado pelo setor de estatística do Batalhão, no ano de 2016 foram registrados 29 homicídios. Já ano passado (2017), foram 30 assassinatos na região polarizada por Cajazeiras, que compreende 15 municípios: Bonito de Santa Fé, Monte Horebe, São José de Piranhas, Carrapateira, Cachoeira dos Índios, Bom Jesus, Uiraúna, Poço Dantas, Joca Claudino, Bernardino Batista, Triunfo, Santa Helena, São João do Rio do Peixe e Poço de José de Moura.Desses 30 homicídios, 20 foram registrados em Cajazeiras. A maioria, execuções à bala.

Drogas e armas – Porém, em 20 17 a Polícia Militar aumentou a apreensão de drogas e também tirou mais armas de circulação com um crescimento nas apreensões de 18,5%, sendo contabilizadas, no geral, 83 armas apreendidas.

A maior parte dessas armas foi apreendida nas cidades de Cajazeiras e São José de Piranhas. Em 2016, foram apreendidas 70 armas. Ano passado, foram apreendidas 83, um aumento de 18,5%.

Sobre a apreensão de drogas foram 88 em 2017, contra 57 apreensões no ano de 2016, um aumento de 54,3%. Em 2016, a Polícia Militar apreendeu 19 tabletes de maconha; em 2017, foram 04 tabletes e 1.440 papelotes. Em relação ao crack, em 2016, foram apreendidas 233 pedras, enquanto em 2017, foram apreendidos 3 tabletes, 1017 pedras e 1.184 kg.

Prisões – A Polícia Militar em 2016 prendeu 1.389 pessoas, enquanto em 2017, o número de prisões foi de 1.555, um aumento de 11,9%. Já o número de menores apreendidos, em 2016, foram 107. Em 2017, esse número saltou para 169, um aumento de 57,9%.

No caso de prisões por violência doméstica, em 2016, foram 160. Já em 2017, esse número saltou para 183, um aumento de 14,3%. Com relação ao número de Mandados de Prisão expedidos pela Justiça, a Polícia Militar cumpriu 33 em 2016 e 61, em 2017, um aumento de 84,8%.

Operações – Em 2017, a Polícia Militar, por meio do 6° BPM e da 5ª CPTran, realizou várias operações policiais, com o intuito de combater a criminalidade, como a Operação Impacto.

Número de homicídios – Segundo a polícia, o número de homicídios está relacionado ao tráfico e consumo de drogas e outras modalidades de crimes, como assaltos e roubos. Se não fosse esse trabalho da Polícia Militar, certamente o número de homicídios poderia ter sido ainda maior, com uma guerra sem controle. As operações policiais e o combate permanente ao tráfico foram decisivos para conter a onda de violência, principalmente observada nos últimos meses.

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *