Treinador do Atlético de Cajazeiras reclama de arbitragem e cobra providências da FPF

TATYANA
0
AM3 – 250×250

[dropcap style=’box’]A[/dropcap] derrota para o Botafogo-PB por 2 a 1 na noite dessa quarta-feira não foi muito bem aceita pela delegação do Atlético de Cajazeiras. Por sinal, o técnico atleticano, Ederson Araújo, soltou o verbo contra um dos auxiliares da partida que culminou no fim da invencibilidade do Trovão Azul no Campeonato Paraibano. O comandante não perdoou a arbitragem pelo gol anulado da equipe sertaneja quando o placar ainda estava 2 a 0 para os donos da casa, e questionou a credibilidade do estadual quando o Alveingro de João Pessoa está em campo.

Ederson Araújo declarou que a sua crítica não é diretamente ao árbitro Marcelo Aparecido, e sim para o auxiliar Herioberto Henrique. O treinador ainda aproveitou para fazer um apelo à presidenta da Federação Paraibana de Futebol (FPF), Michelle Ramalho, e provocou o Botafogo-PB, que, segundo ele, não consegue ter resultados satisfatórios nas competições nacionais que disputa porque nas partidas dessas competições o Belo não é beneficiado como, segundo ele, acontece no estadual.

– Eu espero que a senhora presidenta (Michelle Ramalho) dê uma olhada nos vídeos. É difícil você pegar uma equipe contra o Botafogo-PB, tão grande assim, e só com ele acontecer essas coisas. Eu nem falo do árbitro e sim do segundo auxiliar do outro lado. O que ele fez nesse jogo, errou logo no primeiro lance. Ele errou até sair o gol, depois errou de novo e anulou o nosso gol. Fica difícil, o futebol paraibano tão disputado, tão bom, a gente monta uma equipe boa para brigar contra os três grandes e eles fazem isso. Daí a gente fica pensando: por isso que o Botafogo-PB chega numa Série C e não consegue sair, chega na Copa do Nordeste e não passa de fase. Eu espero que a presidenta tome uma atitude sobre essa situação. Não é só mudar os árbitros, tem que mudar os auxiliares. Foi vergonhoso tudo o que aconteceu nessa noite – afirmou o técnico atleticano.

Durante os 90 minutos, o time do Atlético-PB se mostrou muito incomodado com a postura do auxiliar. No entanto, o lance de maior polêmica foi mesmo no gol anulado do atacante Soares, que cabeceou para as redes após o cruzamento de Felipe. A grande questão para o bandeira anular o gol foi a interpretação de que o atacante Mendes – este sim em posição irregular – teria participado da jogada, apesar de não desviar a bola.

Ederson Araújo ainda afirmou que o segundo gol do Botafogo-PB, marcado por Dico, foi irregular. O treinador garantiu que houve impedimento no lance. Porém, apesar dos ânimos aflorados, o comandante também aproveitou para analisar a partida.

– Foi um jogo pegado. A equipe do Botafogo-PB foi melhor que a nossa nos primeiros 20 minutos, fez uma partida que neutralizou o meu time até marcarem o gol. Depois disso, acho que até fomos superiores, trabalhamos bem a bola, tivemos boas chances de marcar. Mas aí veio o segundo gol deles, que, na minha opinião, estava impedido. Muito impedido! Já no segundo tempo, com um jogador a mais, eu soltei o time, coloquei o nigeriano Yerien, um atleta bem agudo, veloz. E aí conseguimos diminuir, tivemos chances para empatar tanto com Marcinho quanto com Soares, mas desperdiçamos as oportunidades. Eu acredito que estamos num bom nível e podemos evoluir para as próximas rodadas – avaliou Ederson Araújo.

Com o revés polêmico fora de casa, o Atlético de Cajazeiras permanece na liderança do Grupo B, com 6 pontos. Porém, as outras oito equipes ainda vão entrar em campo no fim de semana para a terceira rodada do Campeonato Paraibano, que pode resultar em perda dessa posição. E é nesse cenário que o Campinense, vice-líder do Grupo B com 4 pontos, pode assumir a ponta em caso de triunfo sobre o Serrano-PB, no domingo.

O Atlético-PB agora vai ter pouco mais de uma semana de preparação para a quarta rodada do estadual. É que a próxima partida, contra o Nacional de Patos, só acontece no outro domingo, dia 3 de fevereiro, no Estádio Perpetão, em Cajazeiras. Com isso, o time e o técnico Ederson Araújo vão ter tempo para recuperar a tranquilidade e voltar a apresentar um bom futebol como o da noite dessa quarta-feira.

COM INFORMAÇÕES DO GLOBO ESPORTE

ELIANE BANDEIRA

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.