Categorias
COLABORADORES

Tô com Watteau e não abro

[dropcap style=’box’]O[/dropcap] presidente do Auto Esporte Clube, Watteau Rodrigues, em entrevista ao globoesporte.com/PB, em um momento de muita lucidez, conclama aos clubes profissionais e amadores da Paraíba que façam uma reflexão sobre o momento que está vivendo a entidade que deveria ser a principal fonte de seriedade e honestidade, no caso a Federação Paraibana de Futebol.

Arrastada ao fundo do poço e convivendo com a segunda intervenção decretada pela Confederação Brasileira de Futebol, o dirigente do Autinho do Amor chama atenção de todas as agremiações para a grave crise institucional. Prestes a eleger um novo mandatário para comandar a Federação Paraibana de Futebol, ele ressalta a importância de se eleger um presidente que tenha capacidade de fazer uma gestão moderna e ética na entidade, com capacidade de revolucionar o futebol paraibano.

Ressalta ainda que Nosman não deveria se lançar candidato e afirma que este perdeu a confiança dos clubes. No seu entender ele cometeu falhas imperdoáveis, que denota a falta de confiança que os têm com ele e com isso o desgaste enorme pelas pendências que precisa responder juridicamente. A ação da tentativa de tomar o poder e ter agido ilegalmente foi determinante. Entende que a gestão de Amadeu e Nosman deveria ter sido de transição após o afastamento de Rosilene em 2014.

Avalia que algumas “culturas” da era Rosilene, continuaram mesmo após a sua saída. Ressalta ainda que Nosman não deveria se lançar candidato e afirma que este perdeu a confiança dos clubes. No momento, às eleições que deverão indicar o presidente da Federação Paraibana de Futebol para o mandato de quatro anos, tem como candidatos já lançados: Josivaldo Alves, Eduardo Araújo e Nosman Barreiro.

Enquanto não se conhece o presidente e como o futebol paraibano passa por este gravíssimo momento de dúvidas e incertezas à espera de decisões da justiça, o novo interventor, João Bosco Luz já está comandando a Federação Paraibana de Futebol, ele é auditor do Superior Tribunal de Justiça Desportiva e foi nomeado interventor pela Confederação Brasileira de Futebol.

Como fala Watteau, o momento é de uma grande reflexão por parte dos futebolistas da Paraíba, mas, necessariamente daqueles que terão o direito de com o seu voto mudar ou não a história deste pobre futebol paraibano que se arrasta em um mar de lama sem termos a noção exata da profundidade deste buraco. Que os eleitores da FPF possam ter a coragem de, com o seu voto, colocar na entidade quem de fato tenha vocação para a mudança da boa fé.

[mark]CONFIRMANDO[/mark] No próximo dia 25, vai acontecer mais uma edição do jogo dos veteranos de Cajazeiras. Para este evento, são integrantes da comissão de organização, Luizinho Barroso, Pelado e Marcondes. Haverá nesta partida duas homenagens: uma em memória ao Dr. João de Deus Quirino, grande desportista da cidade que inclusive presidiu na época do amadorismo o Atlético e a segunda homenagem aos jogadores de Cajazeiras e da região que vestiram a camisa do Mais Querido do Sertão. O torcedor está na expectativa para saber quais ex atletas estarão em nossa cidade, um nome esperado pela galera atleticana é o de Robério que continua muito vivo perante o torcedor do Trovão Azul.

[mark]FOI EXCELENTE[/mark] Ouvimos vários reclames de alguns maus informados sobre a utilização do estádio o Perpetão para um mega evento que aconteceu em Cajazeiras. Passo a comunicar a estes que a nossa principal praça de esportes não sofreu qualquer tipo de problema, ao contrário, o estádio foi todo pintado, teve aberto mais um grande portão de acesso ao campo de jogo e, está recebendo todo o adubo que servirá para a revitalização do gramado. A informação é que a direção do evento, investiu mais de 15 mil reais em melhorias no Colosso das Capoeiras. Se todos aqueles que utilizam o Perpetão fizesse um investimento desta natureza, certeza que, o estádio estaria hoje em um patamar de excelência para receber grandes jogos.

[mark]BOLA DENTRO[/mark] Para o Campeonato Amador de Cajazeiras, parceria entre a Secretaria de Esportes e a Liga Cajazeirense de Desportos. O Estádio Higino Pires Ferreira vem recebendo grandes públicos nas rodadas aos finais de semana. Sinal de qualidade dos nossos times. Isso vale a NOTA 10!

[mark]BOLA FORA[/mark] Para às reclamações cada vez mais fortes das pessoas da Terceira Idade quanto à prática da caminhada lá no calçadão do Açude Grande. O Piso muito estragado e desnivelado da calçada vem cada vez mais causando problemas a estes. Isso vale a NOTA 0!

Por REUDESMAN LOPES

Professor de Educação Física e escritor. Autor dos livros "História do Futebol de Cajazeiras" e "Nazareth Lopes - Uma Vida de Ensinamentos"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *