Sinfumc divulga nota reafirmando luta em defesa do servidores municipais de Cajazeiras


O Sindicato dos Funcionários Municipais de Cajazeiras divulgou nota assinada por toda a diretoria reafirmando a luta em defesa dos servidores municipais de Cajazeiras. Assinada por toda a diretoria do sindicato, a nota questiona as últimas afirmações feitas pelo prefeito José Aldemir (PP) que a entidade produzia invencionismos e inverdades. Confira:

“A qual fato o Prefeito de Cajazeiras, usando mais uma vez os meios de comunicação, tacha de invencionismo do SINFUMC?

Vejamos: Que foi este sindicato que propôs aos Vereadores da Casa Otacílio Jurema a instauração da CPI do IPAM e que somente dias após a reunião do SINFUMC com os Vereadores, o mesmo se pronunciou como interessado na referida CPI, mas que já decorridos mais de um ano e meio do seu mandato nunca havia se pronunciado a esse respeito?

Que já se passaram seis meses do ano de 2018 e o mesmo não cumpriu com a implantação dos 6,81% inerente ao reajuste do Piso salarial do professor?

Que o gestor não está respeitando o PCCR do Magistério?

Que o gestor e seus demandados vem usando os meios de comunicação para propagar inverdades?

Que não está repassando pontualmente o dinheiro devido ao IPAM e tampouco cumprindo com o repasse ao IPAM dos valores inerentes ao reparcelamento da dívida deste Instituto Previdenciário – proposta levada a câmara de vereadores pelo próprio gestor e a qual foi aprovada?

São destes invencionismos que nos acusa Sr. Prefeito? Não Prefeito!

Todos estes pontos representam a mais pura verdade, portanto, não é este SINDICATO que mente, que desvirtua a verdade, que não respeita os servidores públicos, que vem desobedecendo leis, que vem se apropriando indevidamente do dinheiro do IPAM, que tenta manipular a verdade.

Prefeito, chega de falácias! Chega de tentar desvirtuar os fatos, pois contra fatos não há argumentos! Acusar o SINFUMC de está parecendo um Partido Político é um devaneio sem precedente, é apelar numa tentativa desesperada de silenciar este órgão sindical.

Quanto a nota publicada recentemente não houve revelia, desconhecimento da Presidente deste Sindicato e tampouco foi obra de um grupo isolado, mas sim, de todos os diretorianos. Inclusive, no sábado (14/07) a Presidente do SINFUMC, no programa radiofônico desta entidade sindical rebate contundente e veementemente às colocações do secretário de governo, deixando claro que, mesmo não tento participado da elaboração da nota, teve acesso a mesma e autorizou sua ampla divulgação. E como é possível visualizar a nota saiu em nome da Diretoria, dispensando quaisquer assinaturas.

Se há propagadores de inverdades, de certo não é este SINDICATO. SE ESTAMOS USANDO OS MEIOS DE COMUNICAÇÃO E AS REDES SOCIAIS é porque não poderemos ficar inertes as inverdades divulgadas por essa administração, bem como, silenciarmos diante da retirada dos direitos dos servidores, prática esta que vem acontecendo.

Fazemos Sindicato e não Política Partidária. Ainda bem que para fazermos sindicato não precisamos dar a mínima para os achismos e falácias dos falastrões de plantão da gestão municipal. Se cobrar direitos que estão sendo retirados dos
servidores é um ato partidário, então somos do Partido dos Servidores de Cajazeiras que vem sendo massacrados pelo prefeito e seus comandados.

A Diretoria

Elinete Lourenço Rolim – Presidente
Eugênio Rodovalho de Alencar – Vice – Presidente
Daniel Dias de Almeida – 1° Secretário
Damião a Rodrigues da Silva – 2° Secretário
Josefa Edjane Alves – 1° Tesoureira
Joelma Maria G. Rolim da Silva – 2° Tesoureira
Janncy Emerson Pereira – Diretor de Comunicação
Francisco Wagner Freitas Ferreira – Diretor de Educação
José Iran da Silva – Diretor de Patrimônio
Diego Alves da Silva – Diretor Sindical
Domingos Sávio de Sousa – Diretor Cultural
Jociele Monteiro da Silva – Diretora de Esporte
Cícera Rolim Pereira – Conselheira Fiscal
Richard José Cavalcante Santos – Conselheiro Fiscal
Luiz José da Silva – Conselheiro Fiscal”

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *