Sinais de chuvas e mudanças no clima animam sertanejos


chuva-2

Precipitações isoladas e de baixíssima intensidade caídas, ultimamente, em cidades e comunidade rurais do Sertão, aliadas a uma pequena diminuição da temperatura, geraram um quadro de animação entre os cajazeirenses e sertanejos, sofridos com a longa estiagem de quatros anos seguidos e com o forte calor que afeta a região.

Em Cajazeiras e nos municípios vizinhos, aconteceram apenas neblinas e de forma isolada, com exceção de uma comunidade rural de São João do Rio do Peixe que, segundo as informações, registrou uma boa chuva, no último final de semana. Isso gerou uma expectativa nova em muita gente, principalmente no homem do campo, que vive das atividades agropecuárias.

Mas, apesar dos sinais de chegada das chuvas, o agrônomo Adalberto Nogueira continua afirmando que, dificilmente, a região terá chuvas fortes neste período de final de ano e começo de 2016. Até o mês de março, segundo ele, não chove para caracterizar inverno. “Ainda estamos sob o forte efeito do El Ñino. Só chove antes de março se houver mudanças no Oceano Atlântico”, disse Adalberto Nogueira, baseado em estudos dos institutos de meteorologia.

GAZETA DO ALTO PIRANHAS

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *