Sem festa: professores da rede municipal paralisam atividades em Cajazeiras


Na véspera do dia consagrado à categoria, os professores da rede municipal de ensino de Cajazeiras não têm muito a comemorar. Cansados de promessas, a categoria decidiu paralisar suas atividades e ameaça não iniciar o ano letivo de 2011 caso o benefício não seja implantado. Segundo documento do Sindicato dos Funcionários do Município de Cajazeiras – Sinfumc, a categoria reivindica o seguinte:

1º – Em assembléia realizada com os servidores efetivos e sócios desta entidade de classe no dia 14 de Setembro de 2010, a categoria alí representada discutiu e deliberou que, a diretoria do SINFUMC buscasse agendar uma audiência com o prefeito de Cajazeiras, objetivando dar concretude as negociações pela implantação do piso salarial do magistério iniciadas desde 2009, entre a prefeitura de Cajazeiras e esta entidade de classe. Tudo conforme determina a lei nº 11.738/08.

2º – Na mesma ocasião, deliberando ficou requerer ao prefeito Léo Abreu, a concessão de 20% nos vencimentos de Outubro do ano em andamento, época em que se comemora o dia do professor. Agindo assim, o prefeito repara em parte as perdas oriundas da não implantação do piso, “acumuladas até então” pelos profissionais em educação do sistema municipal de ensino.

3º – Ficou instituído na citada assembléia, a semana do magistério com início no dia 11/10/2010 e finalizando no dia 15/10/2010. E nesta oportunidade, os profissionais em educação estarão mobilizados diante da realidade vivenciada ao longo do tempo, testemunhada pelo conjunto da sociedade que pensa criticamente na terra do professor Inácio de Souza Rolim.

O prefeito Léo Abreu informou que não poderá negociar com os professores pois está licenciado do cargo, já que coordena a campanha do governador José Maranhão na região. O vice-prefeito Carlos Rafael, prefeito no exercício da função, parece não ter autorização para tratar do assunto.

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *