Sales Fernandes: 15 anos de formação profissional


SALES FERNANDES

Apesar de militar na área há cerca de vinte anos, iniciando em Cajazeiras como fre-lance na Rádio Alto Piranhas ainda quando era da Diocese, pelas mãos da Irmã Dorotéia Nirvanda Leite, mana de Dr.Epitácio Leite Rolim ambos de saudosa memória,completo hoje a marca dos 15 anos da minha formatura como Bacharel em Comunicação Social pela UFPB e a obtenção do meu registro prossional de Radialista, sob o número 2737/97 de 16 de julho de 1997, pela Delegacia Regional do Trabalho na Paraíba.

Na mesma data o companheiro Ubiratan de Assis,que é Bacharel em Direito, fazia um curso de especialização e no mesmo dia que eu também recebia a obtenção do seu registro profissional como Radialista, pois apresentá-vamos juntos o Programa Radiofônico Alô Caja ! ao vivo todos os domingos das 12 às 14 horas de João Pessoa para Cajazeiras, através da Difusora direto do CTC – Centro de Tradições Cajazeirenses.

Naquela época fui apelidado de Repórter Polivalente pelo companheiro Radilista Gutemberg Cardoso, que inclusive mandara produzir um vinheta quando chamava a minha participação no ar, pois eu trazia na minha pequena bagagem de locutor a experiência de além da fazer Locução de Programas Religiosos da Diocese, a cobertura da Programção da Semana Santa em Cajazeiras, desde às Santas Missões de Frei Damião, até a experiência de coberturas jornalísticas do nosso tradicional Carnaval, das Micarandes da vida, e ato contínuo das eleições e até mesmo eventos estaduais e nacionais, como foi para o meu humilde currículo a morte do ex-governador Antônio Mariz, depois de Humberto Lucena e Burity,vinda de inúmeras autoridades a Paraíba, como Presidentes da República,Ministros,Artistas Famosos bem como à vinda do Papa João Paulo II ao Brasil , às últimas homenagens por ocasião no Recife das exéquias e sepultamento de Frei Damião de Bozzano e por último a visita ao canteiro de Obras da Tranposição do Rio São Francisco.
Pra quem vem de família de origem pobre e humilde e que comecei em Cajazeiras, a exemplo de Ronaldo Cunha Lima, como Jornaleiro e lavador de carro, e em seguida, sem ter parentes nem condições financeiras, de sair da minha terra natal no interior e vir fazer um Curso Superior na capital, para mim sem dúvidas foi uma grande dádiva de Deus.

E aí aprendíé através dos ensinamentos do meu velho Pai, que o maior patrimônio do ser humano, são o caráter e a personalidade, e a maior virtude a gratidão, quero externar de público, através desse espaço democrático e de comunicação entre as pessoas, que é nosso Sete Candeeiros, a minha mais escolhida e justa homenagem de reconhecimento e agradecimento à todos que contribuiram de forma direta ou indireta para o meu engradecimento e crescimento profissional.

E aqui espero não cometer nenhuma injustiça ao declinar nomes que contribuiam para a minha formação, desde a Irmã Nirvanda Leite e o seu irmão, repito Epitácio Leite Rolim, Monsenho Luís Gualberto de Andrade,Gutemberg Cardoso, Saulo Mendes Sobreira (Im Memorian) Jornalistas Walter Cartaxo e Luís Humberto,Airton Pereira, Josival Pereira, Zerinho,Raumita Coelho Rolim mãe de Eliézer Filho,Eduardo Amorim ex-diretor do Colégio Marista Pio X,Ubiratan Pinheiro de Assis,Jornalista Manoel Raposo, e os Radilistas João Honofre e Maurílio Batista, com quem dividí microfones da Rádio Sanhauá de João Pessoa, quando viví a experiência de fazer parte da equipe do Programa Jornalístico Ponto de Vista, e em seguida a Fernando Caldeira com quem dividí algumas vezes a participação no Programa Trem das Onze da Rádio Alto Piranhas de Cajazeiras e o outro radiofônico chamado Conexão Paraíba na rádio Arapuan aqui da capital.O meu mais especial agradecimento ao meu mestre com quem divido e aprendo todos os dias a arte de ser um Comunicólgo ou Profissional do Rádio, o meu guru; Gilson Souto Maior.

Hoje tenho a noção exata de que a Profissão pode não me render dinheiro, que é bom mais não é tudo na vida, mas aprendí que nesse tempo através das minhas participações diárias, todas às manhãs durante treze anos direto da Assembláeia Leislativa da Paraíba, com às informações da cobertura política do dia a dia, para as emissoras Rádio Itatiunga Fm de Patos e Difusora Am e Patamuté Fm de Cajazeiras, tenho o reconhecimento de muitos ouvintes, alguns que se tornaram verdadeiros amigos e outros que mesmo tornando-se amizades de conviniência, ao me encontrar pelas ruas da vida, ou pelas feiras livres da minha cidade natal onde gosto de circular, o testemunho e o pagamento que não tem preço o reconhecimento pela dedicação e esforço do meu trabalho. Repito o pagamento que não tem valor que é um abraço amigo e sincero, e o testemunho muitas vezes de que o nosso comentário, a nossa participação foi agradável há muitos.

Se não tive a felicidade ainda de ser aproveitado em um grande espaço em algum programa de rádio nesse estado,como apresentador ou coisa que o valha, sou grato a Deus e a todos que deram a oportunidade de chegar onde cheguei, agradeço porfim aos empresários José Cavalcanti da Silva e Eduardo Carlos, por abrirem as portas das suas empresas para mim e aos Jornalistas Napoleão de Castro,Célio Alves,Claúdia Carvalho,Gutembeg Cardoso e a minha chefa Verônica Guerra, com quem tenho convivido nos últimos anos.

E pra concluir, de verdade um agradecimento profundo e que levarei na eternidade para comigo, a acolhida que tive morando por alguns anos de favor, já que eu tinha posses de pagar um aluguel ou pensionato na Vila Vicentina Júlia Freire, no bairro da Torre aqui na capital, um ambiente para idosos, mas aonde encontrei abrigo quando passei por muitas dificuldades durante os meus anos de estudos e de busca por um trabalho para garantir a minha sobrevivência em João Pessoa.

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *