Rua Coronel Peba

Eu conheço cada palmo desse chão

Artéria que se estende da Rua Barão do Rio Branco até à confluência da Rua Tenente Arsênio com a Carlos Pires de Sá, paralelamente à Rua 26 de Julho. Começou a ser formada no início do século passado como transversal da Rua Juvêncio Carneiro. Depois de 1930, começou a se expandir para o sul, com a construção de pequenas casas. A sua parte mais nova é o trecho que fica nas imediações da rua Barão do Rio Branco.

O Coronel Joaquim de Souza Rolim Peba era cajazeirense, tendo nascido a 6 de março de 1872. De origem modesta, conquistou posição privilegiada em sua cidade como uma das maiores expressões econômicas do sertão do Rio do Peixe. Serviu a Cajazeiras com a sua visão progressista, construindo diversos edifícios que renovaram a sua paisagem urbana, lembrado pelos seus conterrâneos como um benfeitor da cidade. Foi vereador em diversas legislaturas da Câmara Municipal. Faleceu a 12 de janeiro de 1934, no Hospital Português do Recife. Era pai do médico e capitalista cajazeirense João Rolim de Sousa Peba (Juca Peba).

 

FONTE:

DO LIVRO ‘RUAS DE CAJAZEIRAS’, DE DEUSDEDIT LEITÃO

 

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *