Ricardo Coutinho aguarda apenas o aval da Embratur para privatizar hotéis



A privatização dos dez hoteis da Empresa Paraibana de Turismo (PBTur) foi mais uma vez prometida pelo governador Ricardo Coutinho. Os estabelecimentos estão alugados, cedidos ou abandonados, e até em ruínas. Ele aguarda apenas o aval da Empresa Brasileira de Turismo (Embratur) para colocar à venda os imóveis, todos localizados no interior do Estado. “O Estado não precisa de ter hotel. Vou privatizar assim que a Embratur me dê a condição e quero que algum grupo compre para prestar um serviço melhor”, afirmou.

A perspectiva é uma parceria como a que já ocorre no Garden Hotel, em Campina Grande. “O Garden já está numa parceria feita anteriormente na gestão de Cássio. O prédio é do Estado, mas está sendo tocado por uma empresa privada. E hotel tem que ser administrado por empresa privada mesmo e não pelo Estado”, disse.

Estão alugados os hotéis: Santa Luzia; Pedra do Reino, em Taperoá; Pedra Bonita, em Itaporanga; e Pedra Dourada, em Piancó. O Bruxaxá, em Areia, e o Hotel de Princesa estão abandonados. Já a Pousada do Vale, em Conceição, hoje é cedida à Polícia Militar; o Álvaro Hotel, em Serra Branca, cedido à Prefeitura Municipal; e o Grande Hotel, em Monteiro, cedido à Justiça Federal. O Hotel Brejo das Freiras, em São João do Rio do Peixe, também está na lista.

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *