[REUDESMAN LOPES] Perpetão, 30 anos

TATYANA
0
AM3 – 250×250

O Estádio Perpetão está completando 30 anos, desde a sua inauguração acontecida em duas frentes. A primeira, em um evento teste, como diz a FIFA, no dia 4 de novembro de 1984, quando Botafogo e Auto Esporte fizeram uma partida oficial pelo Campeonato Paraibano daquela temporada. Depois, a inauguração de verdade, definitiva, acontecera no dia 27 de janeiro de 1985, em uma partida que envolveu uma seleção do futebol de Cajazeiras enfrentando a seleção do quarto centenário de João Pessoa e que teve como árbitro central José Marinho e nas bandeiras o cajazeirense Heraldo Moésia e o piranhense Chico Ferreira.

O então Prefeito Municipal de Cajazeiras, José Nello Zerinho Rodrigues, fez um pedido ao Governador Ronaldo Cunha Lima, a colocação do sistema de iluminação do Perpetão, e em 1994, atendendo ao apelo de Zerinho, Ronaldo Cunha Lima veio a Cajazeiras e inaugurou uma moderna iluminação para o estádio.

Mola propulsora para o desenvolvimento do futebol cajazeirense e regional, o Estádio Perpetão, denominado por nós de Colosso das Capoeiras, pela sua magnitude, beleza arquitetônica e pela sua localização no bairro Capoeiras, já passou por momentos de imensas alegrias e por momentos de agonia.

Ele se tornou fundamental para a profissionalização do futebol cajazeirense e o passaporte definitivo para que esta cidade pudesse ter um clube profissional e às vezes até dois, disputando na elite do futebol paraibano a conquista de um título estadual.

Depois que o ilustre Governador Wilson Leite Braga cortou a fita e deu por inaugurado o Perpetão, em 1985, para alegria de uma imensa legião de admiradores do futebol local e regional, e que em 1994, Ronaldo Cunha Lima inaugurou as iluminárias, neste dia 15, será a vez do atual governador, Ricardo Coutinho, cortar outra fita de inauguração que simboliza uma evolução do nosso futebol, e ela é de suma importância, pois contemplou sonhos de todos nós e trata-se da obra de construção de um novo lance de arquibancada, desta feita na geral e nas mesmas dimensões da arquibancada principal, mas, também foram melhorados os vestuários e toda a infraestrutura física da parte interna do Perpetão contemplando assim essa praça de esportes que orgulha Cajazeiras e os seus desportistas. Estamos tentando a organização que começaria com estas inaugurações, de uma programação alusiva ao Colosso das Capoeiras para mostrar a sua verdadeira história em fatos e fotos.

ELIANE BANDEIRA

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.