[REUDESMAN LOPES] Ou vai ou racha!


Jamais esta frase ganhou tamanha magnitude nas hostes do Atlético Cajazeirense de Desportos, quanto ao atual momento vivido pelo nosso representante. Sem pontuar até esta data, tendo a pior campanha entre os dez clubes, nada resta ao Mais Querido do Sertão, senão vencer o Sousa Esporte Clube neste domingo 21 em Cajazeiras no Colosso das Capoeiras. E, olha que essa missão não será nada fácil para o Trovão, acontece que o seu adversário é aquele que foi um dos seus maiores rivais e que agora defende este posto com o Paraíba Esporte Clube e quando se encontram no Perpetão ou no Marizão a partida é sempre colocada sem o famoso “favorito”.

Meus amigos, o que posso adiantar-lhes é teremos uma parada duríssima, o Atlético Cajazeirense de Desportos é hoje um time em ebulição e em reformulação, o treinador que aqui aportou e que todos nós creditávamos um trabalho excepcional, Paulo Sales, “não deu liga” e os jogadores em quase a sua totalidade, quando a bola rolou “de verdade”, não disseram a que veio e os resultados, já vistos por todos nós, são os piores da história do outrora temido “Trovão Azul do Sertão”.

Mas, e agora, o que fazer? Já foi feito. A direção entendeu que precisava dar “um choque” no time como um todo, já que, “pior do que estava, não podia ficar”, contratou um novo treinador e mandou embora mais de uma dezena daqueles que não estavam aptos a vestir tão gloriosa e tradicional camisa como a atleticana. As expectativas agora estão voltadas para domingo 21, 16 horas, quando a bola rola para Atlético X Sousa. Com a debandada daqueles fraquíssimos jogadores, a diretoria entrou em ação e com o aval do treinador, fez novas contratações, algumas pontuais como é o caso da ala esquerda e do meia de ligação que é aquele 10 que o time carecia.

Entendo que o tempo para se consertar tamanho desacerto é pouco ainda, mas, como sempre se afirma que clássico é clássico, esperamos que os nossos jogadores possam em campo promover um bom futebol e alegrar a imensa nação do Mais Querido do Sertão com a sua primeira vitória no Campeonato Paraibano 2016 e isso sem contar com aqueles que faziam na arquibancada uma festa de emoção e de força aos jogadores atleticanos, falo da Torcida Mancha Azul, essa sim, será um grande desfalque a ser sentido no Perpetão.

Bacharelado – Estudantes que queiram ingressar na graduação no Curso do Bacharelado em Educação Física, a Faculdade São Francisco (FASP) está realizando vestibular agendado até o final deste mês de fevereiro. O curso já com duas turmas em andamento, é realizado em 8 semestres ou 4 anos de estudos. Para maiores informações a quem interessar possa, dirija-se até a secretaria da Faculdade. Vale lembrar que o Bacharelado em Educação Física é hoje um dos cursos com maior número de opções de especialização no mercado das atividades físicas.

Parceria – A parceria entre o Governo do Estado e a Federação Paraibana de Futebol foi fundamental para a liberação do Estádio Almeidão para as competições nacionais, o coordenador de estádios da CBF, Rômulo Reis, verificou as excelentes condições do Almeidão e pediu um isolamento da área do entorno onde se concentram as obras do viaduto do Geisel. O jogo Campinense 2 x 1 Imperatriz já contou com a presença do torcedor, já que a CBF reconsiderou sua decisão. Na visita, o dirigente da CBF conversou com o secretário da Sejel, que representava o Governo, Tibério Limeira, o coronel Lamark da polícia Militar e o presidente da FPF, Amadeu Rodrigues.

BOLA DENTRO – Para a Escola de Futebol de Base Estrelas do Futuro que vem com muitas novidades e investimentos para o início das suas aulas a partir do dia 27. Desde já os parabéns a Bruno e a NOTA 10!

BOLA FORA – Para o veto à presença da torcida no Almeidão em virtude de obras ao seu entorno. Imagina se todo o estádio que tiver alguma construção perto dele estiver proibido de receber torcedor? Coisas da CBF. NOTA 0!

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *