Réu é condenado a quase 70 anos de prisão em Conceição


conceicao-reu

O Tribunal do Júri da Comarca de Conceição condenou, na tarde desta segunda (17), o réu Tiago Rodrigues dos Santos a 69 anos e seis meses de reclusão, pena a ser cumprida em regime fechado, pela morte da adolescente Alexandra Furtado de Holanda, de 14 anos, assassinada no dia 22 de janeiro de 2009, no Sítio Capim, zona rural do município de Santa Inês, no Vale do Piancó. A condenação do Conselho de Sentença, composto por quatro mulheres e três homens, foi por maioria de votos.

O julgamento, que começou no início da manhã e se estendeu até por volta das 18 horas, foi presidido pelo juiz de Direito José Jackson Guimarães, titular do Tribunal do Júri. O promotor Pedro Henrique Andrade que representou o Ministério Público.

De acordo com a denúncia do Ministério Público o réu é acusado de dupla tentativa de homicídio, homicídio, estupro e ocultação de cadáver, onde a adolescente Alexandra Furtado de Holanda foi torturada, estuprada e morta com golpes de faca, vindo o indivíduo não saciado com o derramamento de sangue fez também a jovem Raíssa Pereira de Holanda e sua avó suas vitimas.

Tiago na época teria levado a jovem Alexandra para o mato, onde praticou o estupro. Depois esfaqueou a jovem e em seguida deu uma paulada na cabeça da vítima que chegou a afundar o crânio, provocando a morte da mesma.

Depois de ser lida a sentença o jovem Tiago pediu que o senhor juiz concedesse a palavra para que ele agradecesse ao conselho de sentença e em sua palavra o mesmo afirmou não ser culpado e agradeceu a Deus e disse ama a todos os presentes.

CONCEIÇÃO VERDADE

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *