Quedas constantes de energia elétrica prejudicam população de Cajazeiras


O serviço de fornecimento de energia elétrica tem sido alvo de inúmeras reclamações em Cajazeiras. A situação já virou rotina e os moradores pensam em acionar o Ministério de Minas e Energia para tentar uma solução definitiva.

As repentinas quedas de energia causaram apagão em várias cidades nos últimos dias.  Na tarde da segunda-feira (7), o problema voltou a se repetir e alguns consumidores tiveram equipamentos elétricos danificados. Em menos de 30 minutos foram duas quedas de energia. A Energisa não costuma dar explicações aos clientes.

A “falta” repentina de luz pode causar a queima de equipamentos após o retorno da energia, como defeitos por sobrecorrente ou sobretensão, que é quando a energia volta de repente.

De acordo com uma resolução normativa da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o consumidor tem até 90 dias, a partir da data da ocorrência, para reclamar o prejuízo.

A empresa concessionária de energia deverá vistoriar os aparelhos danificados em até dez dias, a partir da solicitação. Para equipamentos que acondicionam alimentos e medicamentos o prazo é de um dia útil.

Caso a solicitação de ressarcimento não for aceita, a empresa deve apresentar as razões da negativa ao consumidor, que pode recorrer à agência reguladora estadual ou à própria Aneel.

O Código de Defesa do Consumidor também ampara casos de danos não materiais, como o comprometimento da realização de um trabalho por falta de energia.

COM INFORMAÇÕES DO TRIBUNA 10

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *