TATYANA

PT quer lançar candidatura do professor Joaquim Alves à Prefeitura de Cajazeiras

Zé Maria se diz excluído e acusa diretório de tentativa de golpe.

POLÍTICA

2
AM3 – 250×250

Em participação no programa Rádio Vivo, da Rádio Alto Piranhas AM, os membros do diretório municipal do Partido dos Trabalhadores (PT) em Cajazeiras, através do presidente Cleanto Beltrão e do secretário de organização política Rigonaldo Pereira, afirmaram que o PT cajazeirense vai para essas eleições municipais em Cajazeiras com candidatura própria.

O presidente Cleanto Beltrão disse que vários nomes foram colocados em discussão nas reuniões, a exemplo dos professores Mariana Moreira, José Maria Gurgel e Joaquim Alves. Segundo ele, o nome de Mariana Moreira era consenso, mas ela não simpatizou com a proposta do partido.

Outro nome que foi lançado não pelo partido, mas pelo próprio, foi o do professor Zé Maria, que não teve o apoio da maioria do diretório do PT para respaldar sua candidatura.

Já o nome de Joaquim Alves, cajazeirense radicado em Fortaleza (CE), teria tido o respaldo da Executiva e deverá ser referendado no dia 7 de fevereiro durante reunião do diretório. Se aprovado por todos, será indicado pra disputar a Prefeitura de Cajazeiras nas eleições de 2020.

O PT de Cajazeiras forma a terceira força politica local e poderá fazer aliança com os demais partidos de esquerda, a exemplo do PSB, PSOL e Podemos.

Zé Maria se diz excluído e acusa PT de tentar golpe

“Me senti excluído escanteado do PT”, revelou o professor José Maria Gurgel. Segundo ele, o seu nome foi indicado como alternativa para ser candidato do partido em 2020, mas, foi vetado por alguns membros do Partido dos Trabalhadores.

Zé Maria disse, ainda, que a reunião realizada pelo partido não tem valor algum, pois não obedeceram o calendário nacional do PT, que orienta as discussões sobre candidaturas e que devem ser realizadas em fevereiro.

O professor destacou algumas ações que o credencia como um militante atuante do PT e que há muito tempo presta serviços a cidade de Cajazeiras, afirmando que as escolhas devem ocorrer pelos filiados do partido e não por uma ou duas pessoas.

Zé Maria ainda alfinetou o nome do professor Joaquim Alves, que teve nome defendido para ser candidato pelo partido, dizendo que é preciso ter serviços prestados a cidade para ser candidato a prefeito.

Encarando como uma tentativa de golpe a não inclusão de seu nome para pleitear candidatura a prefeito de Cajazeiras, Zé Maria recebeu solidariedade do pré-candidato Antônio Gobira e do militante histórico Antônio do PT.

COM INFORMAÇÕES DE: CLICKCZ PORTAL CZN
ELIANE BANDEIRA

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.