PT pode ser ‘obrigado’ a lançar candidatura própria em Cajazeiras


Uma deliberação do PT em nível nacional pode obrigar a agremiação em Cajazeiras a lançar candidatura própria a prefeito do município nas eleições deste ano. Alguns integrantes da cúpula do partido já vinham conversando com o deputado estadual e pré-candidato a prefeito de Cajazeiras, José Aldemir.

O PT nacional proibiu a legenda de apoiar candidatos, cujas legendas foram favoráveis ao impeachment da presidente Dilma Roussef e que o partido chama de golpe, e no caso de Aldemir, o seu partido, o PP e seu deputado federal, Agnaldo Ribeiro apoiaram o impeachment.

Alguns achavam que o lançamento de candidatura própria seria uma oportunidade para que o espaço em rádio e TV, reuniões nos bairros, carros de som, pudesse ser utilizado para difundir o trabalho do partido nos governos de Dilma e Lula.

O nome da professora e jornalista, Mariana Moreira chegou a ser especulado, entretanto, ela, ao ser questionada pela imprensa, descartou totalmente essa possibilidade em função dos compromissos acadêmicos.

O partido deve se reunir nos próximos dias para deliberar a respeito do assunto, inclusive, propostas de coligação na proporcional, para não prejudicar o vereador Marcos do Riacho do Meio.

Nos últimos dias surgiu o nome do médico e professor do Curso de Medicina da UFCG, Henrique Gonçalves para ser o candidato do partido. O presidente municipal do PT, professor Chico Ferreira está à frente dessas avaliações por parte do partido e promete fazer o encaminhamento do que a maioria decidir. Ele deverá agendar uma reunião para os próximos dias.

chico-ferreira-pt

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *