PSOL de Cajazeiras oferece vaga de vice ao deputado José Aldemir


gildemar-pontes22

O presidente do diretório do PSOL de Cajazeiras, o professor Gildemar Pontes disse entrevista nesta segunda-feira (10), que o partido vem crescendo muito no Estado e em Cajazeiras, pois recebeu recentemente grandes e importantes adesões políticas.

Segundo o presidente, as adesões foram duplicadas em Cajazeiras e já somam o número d 48 filiados no município, cadastrado no Tribunal Regional Eleitoral (TRE). “Isso sem contabilizar as filiações que ainda não encaminhamos par o TRE”

Alianças – Gildemar vetou qualquer aliança com o PMDB em Cajazeiras e explicou que é orientação da executiva nacional do PSOL, pois foram os primeiros a se posicionarem contrários ao presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha e ao presidente do Senado, Renan Calheiros, ambos peemedebistas.

“Defendemos a saída dos dois, pois é o partido que mais prejudica a votações de matérias no Congresso Nacional. Só aprovam o que querem e isso prejudica a população. Cito aqui a votação que ferrou os trabalhadores, o PMDB votou a favor. O partido trabalha contra o Brasil”, rechaçou o professor.

Em Cajazeiras – Ele anunciou que em Cajazeiras está aberto a negociações e pode firmar acordos para a campanha municipal de 2016. Falando do Deputado José Aldemir, o presidente disparou: “Zé Aldemir não sabe o quer. Ele está se furtando ao debate”

Segundo Gildemar Pontes, essa história de discutir política somente em 2016 não vai levar o deputado ao êxito político, pois, a cidade está parada e ele tem um papel importante na Assembleia Legislativa. “Ficar dizendo que é amigo da prefeita e do marido dela e contra a administração não vai levar a nada, tem que decidir se quer a amizade ou o melhor para Cajazeiras”.

O presidente do PSOL disse que é perfeitamente possível a aliança de Zé Aldemir e Antônio Gobira (PSOL) para disputar a eleição municipal de 2016. “SE ele continuar com o grupo da prefeita vai se alto derrotar”.

Ele ainda declarou que Gobira não sairá como vice-prefeito, pois não abre mão da cabeça de chapa. “É uma decisão dele e que tem nosso total apoio. Se Zé  Aldemir quiser discutir o vice, pode vir”.

DIÁRIO DO SERTÃO

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *