Projeto de Lei do deputado Júnior Araújo proíbe cobertura sensacionalista em casos de suicídio


Um projeto de lei do deputado estadual Junior Araújo (Avante) prevê a proibição de cobertura sensacionalista e a regulamentação do trabalho da imprensa ou qualquer meio de comunicação em casos referentes a suicídio ou tentativa de suicídio.

O projeto registrado pelo número 713/2019 conta quatro artigos. No 1º estão as seguintes denominações:

1 – Evitar a cobertura sensacionalista, principalmente quando o fato envolva pessoa pública, ou reconhecida no meio social;

2 – a cobertura deve ser minimizada até onde seja possível;

3 – qualquer problema de saúde mental que a pessoa envolvida pudesse apresentar deve ser trazido à tona;

4 – todos os esforços devem ser feitos para evitar exageros;

5 – devem-se evitar fotografias do envolvido, da cena do suicídio ou tentativa de suicídio e do método utilizado;

6 – o fato não deve ser mostrado como inexplicável ou de maneira simplista

A lei entra em vigor 90 dias após a publicação.

COM INFORMAÇÕES DO POLÊMICA PARAÍBA

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *