Professora Edna Bertoldo lança novo livro em Cajazeiras


edna-bertoldo

Foi lançado em Cajazeiras, no auditório da UFCG, a segunda edição revisada do livro “Trabalho e educação no Brasil: da centralidade do trabalho à centralidade da política” (Instituto Lukács, 2015), de autoria da professora cajazeirense Edna Bertoldo.

No livro, a autora faz uma reflexão crítica acerca do poder da política em detrimento da centralidade do trabalho e aborda a face exploradora do capitalismo sobre a mão-de-obra como consequência desse desnivelamento de importâncias.

Segundo o educador e professor de Filosofia Ivo Tonet, a autora “tece uma crítica pertinente evidenciando, com base na ontologia marxiano-lukacsiana do ser social, como esses teóricos estão presos, tanto em suas análises quanto em suas propostas práticas, à centralidade da política.”

PERFIL – Edna Bertoldo é graduada em Pedagogia (Universidade Federal da Paraíba, Campus de Cajazeiras – 1986), Mestre em Educação (Universidade Federal da Paraíba – 1992) e Doutora em Educação Brasileira (Universidade Estadual Paulista – UNESP, Campus de Marília – 2002). Iniciou a carreira docente no ensino superior em 1990 (Universidade Estadual da Paraíba, Campina Grande e Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa). Atualmente é professora da Universidade Federal de Alagoas, Centro de Educação, onde desenvolve atividades de ensino na graduação e na pós-graduação, nas disciplinas Trabalho e Educação, Pesquisa Educacional e Política Educacional. No âmbito da pesquisa, coordena o Grupo de Pesquisa Trabalho, Educação e Ontologia Marxiana, credenciado pelo CNPq e vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Sociologia da UFAL e o Grupo de Pesquisa Trabalho, Educação e Luta de Classes, da Universidade Estadual do Ceará e Universidade Federal do Ceará. Foi presidenta da Associação dos Docentes da UFAL – ADUFAL/ANDES (2006-2007). Tem várias publicações sobre os seguintes temas: trabalho, educação, escolarização dos cortadores de cana, política educacional, formação do educador, metodologia da pesquisa, entre outros.

COM INFORMAÇÕES DO DIÁRIO DO SERTÃO

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *