Presidente do Atlético de Cajazeiras repudia FPF e diz ter sido ameaçado pela presidente Rosilene Gomes



O presidente do Atlético Esporte Clube da cidade de Cajazeiras, o empresário Geraldo Lira, repudiou nesse domingo (16), a presidenta da Federação Paraibana de Futebol (FPF), Rosilene Gomes, por não fazer a entrega do troféu ao time, que foi campeão da segunda divisão do campeonato na Paraíba.

As críticas com tom de chacota contra Rosilene foram proferidas durante um evento em praça pública, “O Bingão do Atlético”, que contou com mais de cinco mil participantes.

Geraldo levou para o palco uma lata de 20 litros, pintada de verde com o nome do Atlético, dizendo que o objeto estava sendo exibido aos torcedores do time em substituição ao troféu que a presidenta se recusou a entregar ao vencedor. “Não sei se é o sentimento da torcida da ‘Mancha Azul’, mas fica aqui a minha indignação”

Segundo o presidente do Atlético, Rosilene quer fazer a entrega do troféu em solenidade com os deputados da Paraíba, mas segundo ele, se recusa a participar. “Ela quer entregar o nosso prêmio no meio de meia dúzia de deputados, mas eu digo aqui que não recebo”, destacou o empresário

O presidente do time cajazeirense afirmou ainda, que Rosilene disse que entregaria o troféu a equipe somente no evento da Copa Paraíba, mas o time não vai participar, além falar com tom de ameaça. “Ela me ligou com tom de ameaça e depois desligou o telefone, não quis falar comigo”, revelou Geraldo.


O outro lado
A redação do Diário do Sertão tentou entrar em contato com a federação através do telefone, que consta no site oficial da FPF, porém, sem êxito.
 

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *