Presença da Academia Cajazeirense de Artes e Letras

A COLUNA DE FRANCISCO SALES CARTAXO ROLIM

Depois de cumprir o ritual de instalação, com a posse solene de seus fundadores, em 24 de maio deste ano, a Academia Cajazeirense de Artes e Letras prepara-se para um segundo evento público em Cajazeiras. Desta vez, inserido na programação oficial em homenagem ao padre Inácio de Sousa Rolim, que ocorrerá no próximo mês de agosto, na semana do aniversário de nascimento da figura de maior expressão em nossa história. A participação da ACAL nos festejos em honra da memória do filho de Vital Rolim e Mãe Aninha, aliás, mereceu citação formal no seu Estatuto Social, que estabelece no parágrafo único do artigo 19 a seguinte determinação:

Os membros efetivos se obrigam a comparecer a, pelo menos, duas reuniões, uma das quais a realizar-se no mês de agosto, por ocasião da Semana da Cidade, salvo justificativa plausível.

Este ano, portanto, a ACAL se integra àquelas festividades por meio do lançamento de um livro que reúne 38 perfis biográficos de figuras que contribuíram, cada uma a sua maneira, para fortalecer as atividades artísticas, educacionais, literárias ou para a formação econômica, religiosa, social, política e cultural de Cajazeiras. Essas figuras, Patronos e Patronesses da Academia, foram objeto de pesquisa acerca de suas vidas, de sua atuação e desempenho em benefício das artes e das letras. As biografias foram elaboradas pelos postulantes à ocupação de Cadeiras na ACAL, como um dos requisitos estabelecidos na Sessão Extraordinária, realizada no dia 17 de janeiro, no Centro Cultural Zé do Norte.

A propósito, nesse mesmo local ocorrerá, a partir das 19:30, desta sexta-feira, dia 12 de julho, outra reunião, uma Assembleia-Geral Ordinária em que, entre os temas a serem abordados, consta a preparação do mencionado livro, como se pode conferir na pauta dos trabalhos, já divulgada aos acadêmicos fundadores da ACAL, e agora tornada pública em sua inteireza:

  1. Participação da ACAL nas festividades comemorativas do Dia da Cidade: informe a cargo do vice-presidente da ACAL
  2. Livro: Biografias de 38 Patronos: sugestão de nome, revisão final pelos autores, tiragem, orçamento, formas de financiamento
  3. Preenchimento de cadeiras vagas na ACAL: critérios, requisitos, procedimentos etc.
  4. Revista da ACAL: análise da proposta do diretor cultural
  5. Hino da ACAL
  6. Prestação de contas: recursos arrecadados, despesas efetuadas etc.
  7. Anuidade dos acadêmicos: fixar valor, formas de pagamento
  8. Outros assuntos de ordem geral

A divulgação da pauta para o público, embora se trate de assuntos internos, tem o sentido de mostrar a amplitude das ações da ACAL, a fim de que a sociedade cajazeirense possa acompanhar o desempenho dessa nova instituição que tem entre seus objetivos mais salientes a preservação da memória de Cajazeiras e o fortalecimento das atividades culturais, em particular, às de natureza literária e artística.

P S – O livro Patronos e Patronesses, da ACAL, que será lançado no dia 21 de agosto, vai surpreender até mesmo os estudiosos da história de Cajazeiras, pelo conteúdo e riqueza de informação.

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *