Prefeito de Cajazeiras é campeão em diárias, mas reduz salários de comissionados


O prefeito de Cajazeiras, José Aldemir (PP) é o campeão em recebimento de diárias entre os gestores dos 10 maiores municípios da Paraíba. Em 2018, segundo dados extraídos do Sagres do Tribunal de Contas do Estado (TCE) ele teve direito a mais de R$ 38 mil com empenhos emitidos em seu próprio nome.

No total, foram 13 empenhos apenas em 2018, com valores que chegam a R$ 4,2 mil numa única liberação. Os gastos do prefeito da cidade do Padre Rolim são todos descritos como decorrentes de viagens a Brasília.

Para fazer um comparativo, o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV), usou R$ 34.838,60 para a mesma finalidade.

Enquanto isso, desde outubro, os detentores de cargos comissionados na prefeitura de Cajazeiras amargam uma realidade bem diferente. Os vencimentos foram reduzidos pela metade. Além disso, o prefeito anunciou que em dezembro todos serão exonerados. A expectativa da massa de servidores comissionados é que sejam renomeados a partir de janeiro ou fevereiro.

Com relação a este ano, em dezembro, eles terão direito apenas a 10/12 do décimo terceiro, já que foram admitidos em fevereiro e ficarão na folha até dezembro.

Finalmente, outro problema aflige os servidores municipais de Cajazeiras. Apesar do prefeito dizer que tem pago dentro do mês trabalhado, a folha de pessoal de novembro ainda não foi paga e nem há previsão.

ParlamentoPB entrou em contato com a secretaria de Comunicação de Cajazeiras e obteve as seguintes respostas:

Em relação às diárias

“Levando em consideração que o prefeito recebeu R$ 38 mil em diárias, ele está amparado por lei. Pode se estranhar o valor, mas as viagens que ele fez, inclusive no dia de hoje ele está em Brasília, resultaram em cerca de R$ 60 milhões em emendas em menos de dois anos de mandato. Somente na área de habitação, o maior programa tem 600 apartamentos conquistados no valor de R$ 42 milhões e estamos na primeira etapa, com 300. O prefeito também conseguiu o maior programa de recapeamento asfáltico da cidade, com R$ 3,5 milhões na primeira etapa e está hoje destravando mais R$ 2,5 milhões para a segunda etapa. Ele ainda conseguiu mais R$ 2 milhões para o Centro de Diagnóstico por Imagem e muitos recursos que ele obteve em Brasília e justifica-se por isso as viagens”.

Demissão de comissionados

“Isso é praxe. Foi feito ano passado e este ano também para sanar o pagamento dos efetivos. O prefeito tem três folhas para pagar em dezembro. Inclusive já começou a pagar o décimo terceiro salário e o salário de novembro não tem atraso porque estamos no primeiro dia útil do mês”.

COM INFORMAÇÕES DO PARLAMENTO PB

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *