Praça Dr. Cristiano Cartaxo

Eu conheço cada palmo desse chão

Logradouro existente no início da Rua Barão do Rio Branco, em frente à mansão do consagrado poeta cajazeirense.

Aquele trecho, cortado pelo sangradouro do Açude Grande, era constantemente alagado, no período do inverno, dificultando a comunicação dos seus moradores com o centro da cidade o que levou o Governador Ivan Bichara Sobreira a saneá-lo com a construção de um canal que disciplinou a evasão das águas do sangradouro, valorizando-o na renovação da sua paisagem urbanística.

Essa praça foi construída pelo Prefeito José Nelo Rodrigues, Zerinho, e inaugurada, festivamente, pelo Governador Ronaldo Cunha Lima, a 14 de agosto de 1993.

O Doutor Cristiano Cartaxo Rolim nasceu em Cajazeiras, a 6 de agosto de 1887. Filho do farmacêutico Higino Gonçalves Sobreira Rolim e de Ana Antônia do Couto Cartaxo, iniciou seus estudos em sua cidade natal, formando-se em farmácia, no ano de 1913, pela Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro. Ao retornar a Cajazeiras, dedicou-se às suas atividades profissionais como dirigente da tradicional Farmácia Higino Rolim, fundada por seu pai, em 1875. Serviu dedicadamente à sua terra como desvelado promotor das suas atividades culturais, tendo colaborado, de forma permanente, com todos os jornais que circulavam em Cajazeiras, além de haver lecionado em todos os colégios ali existentes. É tido como pioneiro da imprensa local como fundador do jornal “A Alvorada”. Foi Vereador, Sub-Prefeito e Prefeito Municipal. Foi reconhecido e proclamado como o poeta maior da cidade, produzindo e publicando variada e inspirada obra poética, parcialmente reproduzida por seus familiares no livro “Quarenta Sonetos”, editado em 1957 e ampliado em 1979 com o título de “A Musa Quase Toda”. Faleceu, em Cajazeiras, a  29 de agosto de 1975.

DO LIVRO ‘RUAS DE CAJAZEIRAS’, DE DEUSDEDIT LEITÃO

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *