População reclama do racionamento de água em Cajazeiras


noticias_6_imagem2_15

A população de Cajazeiras vem sofrendo com a falta d’água, que, em algumas ruas e bairros chega a ficar até 7 dias sem jorrar nas torneiras.

Esse problema está acontecendo após a Cagepa, por determinação da ANA (Agência Nacional das Águas) ter determinando um racionamento d’água, em função do baixo volume do açude Engenheiro Ávidos (Boqueirão de Piranhas), que abastece a cidade.

Mesmo antes do racionamento os bairros recebiam água dia sim, dia não, em função da deficiência no sistema de distribuição, principalmente em relação aos bairros mais altos e distantes, sem se falar nos constantes vazamentos que ocorrem em função da tubulação antiga, de amianto, não aguentar a pressão da água.

Além da interrupção no fornecimento de água nos finais de semana, quando os motores param de funcionar em Boqueirão, nos finais de semana, ocasionando uma demora na normalização do sistema, a razão da água para o abastecimento da cidade, também diminuiu. A Cagepa vem tentando gerenciar essa situação, de forma que a água chegue em todos os bairros e ruas da cidade, que por sinal, cresceu muito nos últimos anos, com novas construções de casas e apartamentos. Mês passado, o consumo da cidade e a evaporação consumiram quase 1 milhão de metros cúbicos de água.

Segundo a AESA, Boqueirão está com 22 milhões 247 mil 266 metros cúbicos de água, que corresponde a apenas 8,7% de sua capacidade máxima, que é de 255 milhões de metros cúbicos, entretanto, no entendimento do engenheiro agrônomo Adalberto Nogueira, o açude está assoreado e o volume real hoje é bem menor do que o medido pelos órgãos oficiais.

O governador no dia 13 de janeiro do ano passado anunciou a implantação de uma adutora emergencial e de engate rápido no açude de Lagoa do Arroz, que também está com pouca água, para abastecer a zona norte da cidade, entretanto, a obra ainda não foi concluída.

GAZETA DO ALTO PIRANHAS

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *