Polícia revela acusados de matar jovens com requintes de crueldade


CORONEL GUEDES DELEGADO GLAUBER - COISAS DE CAJAZEIRAS
AS POLÍCIAS MILITAR E CIVIL TRABALHARAM EM CONJUNTO (FOTO: ANGELO LIMA)

O delegado Glauber Fontes, da Polícia Civil, revelou nesta sexta-feira (02), em Cajazeiras, os dois suspeitos de serem os autores dos dois homicídios de jovens que foram mortos com requintes de crueldade na cidade esta semana.

Após as prisões e a apreensão, o trio confessou ao delegado Glauber os assassinatos de Fernando Bonifácio Santos, 24 anos, e Marcos Vinicius Barbosa (Marquinhos), de 16 anos. As prisões e apreensão foram resultado de uma ação conjunta entre as polícias Civil e Militar.

Os suspeitos confessaram que os crimes praticados foram motivados por vingança, já que um deles foi vítima de uma tentativa de homicídio com arma de fogo no ano passado.

A Polícia acredita que essa ocorrência tenha sido por disputa de território por vendas de drogas, em ato de vingança de um dos suspeitos contra os dois jovens.

O delegado relatou que o menor era quem atraía as vítimas para os locais dos crimes convidando-as para fumar maconha.

Entenda – Fernando Bonifácio Santos, 24 anos, teve seu corpo encontrado na manhã da última terça-feira (27), dentro de um riacho na zona rural de Cajazeiras. Já o corpo do adolescente Marcos Vinicius Barbosa, conhecido como Marquinhos, de 16 anos, foi encontrado na quarta-feira (28) em uma cova rasa no sítio Riacho da Lagoa, na zona rural também de Cajazeiras. Ele estava nu, com cordas amarradas aos pés e com marcas de hematomas.

VIA RADAR SERTANEJO

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *