Polícia desarticula quadrilha que agia no interior do Presídio Regional

TATYANA
AM3 – 250×250

lanaiza

Após a tentativa frustrada de fuga em massa do presídio padrão de Cajazeiras, a direção da casa de detenção, comandada por Jailson Santos descobriu nesse final de semana, que a esposa de um apenado, juntamente com mais quatro presos que trabalhavam na cozinha eram os responsáveis pela entrada de drogas, celulares e outros materiais ilícitos.

A ação da mulher e do grupo foi flagrada pelas câmeras de segurança recém-instaladas no presídio de Cajazeiras.

Os envolvidos são: Marcos Antônio Barbosa, Geraldo Cristóvão da Silva, Erivan Félix Cavalcante, Domingos Sávio Lisboa da Silva e Jéssica Lanaiza Pereira da Silva. Eles foram levados para delegacia e autuados por formação de quadrilha.

Como funcionava – A jovem Jéssica Lanaiza Pereira da Silva antes de entrar no Presídio jogava a sacola contendo drogas e outros pertences na lixeira que ficava no lado externo. O material era recolhido pelo detento Marcos Antônio Barbosa que prestava serviço na cozinha e era responsável pela retirada do lixo.

De posse do material a missão do senhor Marcos era jogar na parte interna a um dos detentos Geraldo Cristóvão que ficava no pátio e assim entregava ao presidiário Erivan Félix esposo de Jéssica. Ainda participavam do esquema Domingos Sávio Lisboa da Silva (cozinheiro).

Jailson informou que cada produto levado por Jéssica custava R$ 600. A quadrilha já havia faturado em média R$ 50 mil.

Fuga – A Polícia Militar, Bope e agentes penitenciários frustraram nessa sexta-feira (12), a fuga dos detentos do presídio regional padrão. De acordo com o diretor foi realizada uma operação “Pente Fino” no local, onde se encontrou um grande buraco em uma das celas.

DIÁRIO DO SERTÃO
ELIANE BANDEIRA

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.