Piranhense cai em golpe e perde R$ 1,3 mil para estelionatários


aparelho

Uma mulher de 34 anos foi vítima de golpe de estelionatários em São José de Piranhas, no Sertão paraibano. Maria Cristina de Lima Rodrigues, moradora do bairro da Várzea, recebeu uma ligação de um homem que se passou por um cunhado dela que mora em São Paulo, e conseguiu arrancar dela a importância de R$ 1.300,00 e  mais uma recarga de R$ 22,00 para o número telefônico (62) 9488-3984. Só depois da transferência bancária que a vítima se conta que se tratava de um golpe.

A vítima prestou queixa da Delegacia de Polícia Civil de São José de Piranhas, nesta segunda-feira (28), e disse estar sem entender como ela conseguiu cair na conversa do estelionatário. Ela contou ao Radar Sertanejo que recebeu uma ligação do número (62) 8100-1520 de um homem perguntado por Zé, marido dela. “Eu pensei que fosse meu cunhado, que está de férias e falou que viria nos visitar”, relatou Cristina.

Cristina disse que, sem querer foi revelando pistas ao bandido, que foi se aproveitando para enganá-la. Ele perguntou – cadê o Zé tá trabalhando? Eu falei que sim. Daí o cara foi conversando e acabou acontecendo o golpe – disse.
O estelionatários dizia que estava vindo na estrada para visitar o irmão e a cunhada (Ela e o Marido) e chegou ao ponto de falar que tinha sofrido um acidente, estava com a boca torta e precisava muito da ajuda dela. Foi quando ele pediu para a mulher fazer um depósito e a recarga para um número de celular. Ela para não negar ajuda ao suposto cunhado acabou perdendo os R$ 1.322,00.

Somente depois que o marido de Cristina chegou em casa, retornou a ligação, e sem o mesmo nervosismo da esposa, conseguiu se certificar que a sua mulher caíra em um golpe. A ligação pode ter sido originada na região Centro-Oeste do Brasil, já que o estado de Goiás usa telefones com o código DDD 62.

RADAR SERTANEJO

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *