Pesquisa aponta que cerca de 90% dos funcionários aprovam alimentação servida no HUJB


MAIORIA DOS FUNCIONÁRIOS ESTÁ SATISFEITA COM REFEIÇÕES OFERECIDAS (FOTO: EBSERH)

Uma pesquisa realizada com os usuários da Unidade de Alimentação e Nutrição do Hospital Universitário Júlio Bandeira da Universidade Federal de Campina Grande (HUJB-UFCG) registrou uma média de aprovação de quase 90%. Foram consultados 38 funcionários que fazem refeições na unidade durante os plantões no hospital, o que representa metade do total dos trabalhadores que utilizam o serviço.

A maior aprovação foi observada no quesito horário para refeição, em que 97,4% aprovaram a pontualidade. Em relação à temperatura em que as refeições são servidas, 92,1% sinalizaram positivamente. O nível de satisfação também foi elevado nos quesitos quantidade de alimentos (89,5%) e aparência da comida (86,8%). Cerca de 74% aprovam a variedade do cardápio servido no HUJB.

[ads1]

 

A iniciativa partiu da estudante do curso de nutrição da UFCG campus Cuité, Mayara Laisse de Abreu, que participou de um estágio em Unidades de Alimentação Coletiva no HUJB no ano passado. A amostra contemplou os funcionários que fazem refeições na Unidade de Alimentação e Nutrição Hospitalar e que se dispuseram, de maneira voluntária, a participar do levantamento.

Segundo a estudante, o objetivo principal da pesquisa foi avaliar o nível de satisfação dos funcionários quanto à oferta das refeições na Unidade de Alimentação e Nutrição do HUJB, bem como os fatores relacionados à aceitação das refeições e identificar os atributos de maior insatisfação aos comensais.

A pesquisa foi realizada com aplicação de um questionário contendo seis quesitos (aparência visual dos alimentos, sabor dos alimentos, temperatura, variedade do cardápio, quantidade que vem na refeição e horário em que são servidas).

“Os dados foram coletados no período do almoço, em dois dias consecutivos, em dezembro, devido à troca de plantão de alguns funcionários”, detalhou Mayara.

Os entrevistados poderiam avaliar entre as opções ótimo, bom, razoável e ruim, além de preencherem uma questão opcional aberta de comentários e sugestões.  Os questionários eram aplicados imediatamente após as refeições.

Segundo a gerente de Ensino e Pesquisa do Hospital Júlio Bandeira, Maria do Carmo Duarte, trata-se de uma pesquisa bem fundamentada, cujos dados devem ser utilizados para nortear a implantação de melhorias no serviço. “Os comensais eram abordados logo após as refeições e respondiam ao questionário espontaneamente. Foi uma atividade exigida para conclusão da disciplina que Mayara estava cursando”, informou.

[ads2]

 

VIA EBSERH

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *