Há milhares de pessoas aguardando a oportunidade que você tem em mãos, muitos soluçam a vagar com o sol causticante, queimando a pele e os pés por não possuírem a proteção necessária para seguir adiante.

Não perca a oportunidade de servir alguém, pois na curva da vida haverá sempre uma surpresa para os cegos que enxergam os surdos que fingem não ouvirem, e o que era de outro se fará padrão em seus momentos.

Lembre-se que os dias nascem com as mesmas características, mas os minutos e horas possuem outros perfis, pois tudo é espelho da água que passa e não volta, levando consigo a grande oportunidade perdida para fazer um beneficio.

Cultive o pensamento de doar, de fazer da vida um belo quadro onde o choro possa se transformar em riso, onde os cantos produzidos sejam sempre baseados na historia capaz de deixar sossego e paz.

Aceite suas desilusões, feridas que não cicatrizam ou palavras que deixaram um pouco de tristeza, mas responda tudo isso com carinho, e durante sua caminhada pela longa estrada haverá sempre alguém para agradecer. 

Na companhia de amigos ou solitário siga adiante sem tentar ficar a beira do caminho saiba compreender que amputados conseguem buscar uma forma simples de chegar onde deseja sem machucar um pouco do que lhe resta.

Quando nos capacitamos para pratica das coisas que se tornam orações, quando abraçamos a dor e nos tornamos terapêutica, com certeza a porta do outro lado perde a sua chave a espera na nossa nova etapa.

Saiba sofrer as dores, as inquietudes que o mundo entrega, não tente entregar ao outro o que na realidade não faria parte de seus sonhos e procure ser mais atencioso diante dificuldade.

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *