Para receber água do rio São Francisco, Boqueirão de Piranhas deverá ganhar nova barragem

TATYANA
AM3 – 250×250

boq-morto

O açude de Engenheiro Ávidos (Boqueirão de Piranhas) ganhará um grande reforço em sua estrutura para ficar apto a receber as águas da Transposição do Rio São Francisco, que, segundo informações do Ministério da Integração Nacional, estará concluída até o primeiro trimestre de 2017.

Na manhã desta segunda feira (16), engenheiros da construtora Queiroz Galvão, que é a empresa responsável pelos trabalhos do trecho que compreende a Meta 3N, realizaram uma reunião com todos os trabalhadores da região do distrito de Boa Vista em São José de Piranhas e repassaram a informação.

Segundo os engenheiros, a obra ainda terá a duração de mais um ano e meio para ser concluída, o que garante trabalho por todo esse período, sendo necessária a construção de uma nova parede à frente da já existente no manancial para garantir a segurança, o que comprova os problemas denunciados anteriormente, e que provocou a visita de técnicos da ANA (Agência Nacional das Águas) ao açude meses atrás.

No ano passado o engenheiro do DNOCS (Departamento Nacional de Obras Contra a Seca) Dr. André Sarmento, confirmou que o órgão teria contratado a empresa GEOTECNIC para fazer estudos no açude de Boqueirão, e que não teria sido descartado a construção de uma outra parede.

Em 2012 o engenheiro de minas Catanho Braga em entrevista à imprensa, chamou a atenção para a possibilidade de uma catástrofe caso o manancial atingisse um volume próximo do máximo; motivo pelo qual, segundo Catanho, o DNOCS estaria liberando com grande abundância as águas de Boqueirão nos últimos anos ao atingir pouco mais da metade do seu volume total, afirmou. Ainda sobre a nova parede, os recursos para construção estão incluídos na verba da própria obra da Transposição.

Os engenheiros pediram o empenho de todos e dedicação para acelerar cada vez mais o término da obra que será a redenção para grande parte dos nordestinos.

COM INFORMAÇÕES DO BLOG DO FURÃO
ELIANE BANDEIRA

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.