Pai, padre e monsenhor Paulo Pires

Personagens que fizeram e que fazem a história de Cajazeiras

JOSÉ PAULO PIRES BRAGA

Cajazeiras (PB), 14/10/1933


Natural da cidade de Cajazeiras, o padre José Paulo Pires Braga, filho de José Pires Braga e de Maria Olinda Pires, nasceu em 14 de outubro de 1933, no Distrito de Boqueirão de Piranhas.

Estudou no Colégio Salesiano Padre Rolim, em Cajazeiras, e, em 1945, veio para João Pessoa estudar no Seminário Diocesano da Paraíba, onde ficou até 1950. Em agosto deste ano, foi para Roma terminar seus estudos chegando ao Pontifício Colégio Pio Brasileiro em setembro do mesmo ano. Em outubro começou o curso de Filosofia na Pontifícia Universidade Gregoriana, a mais prestigiosa e difícil universidade pontifícia, onde obteve os graus de Bacharelado (1952) e Mestrado (1953) iniciando, imediatamente, o curso de Teologia.

Após dois anos, resolveu retornar ao Brasil, abandonando assim uma carreira promissora. Em 1956 prestou vestibular de Direito, sendo aprovado em primeiro lugar. Nesse mesmo ano, foi nomeado professor de Filosofia na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade da Paraíba e, em 1961, foi nomeado professor titular, quando a mesma foi federalizada.

Exerceu, também, as funções de secretário e vice-diretor na referida universidade, a presidência da Coperve, onde presidiu cinco vestibulares e foi chefe de gabinete do Reitor.

Foi vice-reitor e diretor de estudos do Seminário por três anos, membro do Colégio de Consultores da Arquidiocese e juiz ouvidor do tribunal Eclesiástico da Arquidiocese.

Em 18 de fevereiro de 1960, conheceu e começou a namorar Aline Gomes Guedes Pereira, filha do casal Genival Guedes Pereira e Aldina Gomes Guedes Pereira, casando-se com ela em 18 de dezembro de 1963. Desta união nasceram três filhos: Paulo Cezar, Paulo Augusto e Angeline Maria. Em 1980, Aline faz uma cirurgia para retirada de um nódulo na mama e inicia tratamento contra um câncer. Faleceu três anos depois.

Depois de três anos viúvo, faz um retiro espiritual durante o qual é tocado e decide abraçar a vocação sacerdotal. Informa, então, ao Arcebispo da Paraíba, Dom José Maria Pires que, com a aprovação do Conselho Presbiterial, aceitou a decisão e o aconselha a retomar seus estudos em Roma.

Voltou à Roma em outubro de 1987 e retomou os cursos de Filosofia e Teologia na Pontifícia Universidade Gregoriana, onde fez seu doutorado. Decorridos dois anos, conclui seus cursos e volta ao Brasil.

Chega em 12 de junho de 1989. Um mês após sua chegada, inicia seu estágio pastoral como Diácono na Paróquia de Santa Rita. Em 12 de dezembro do mesmo ano, em cerimônia realizada no Clube Astréa, é ordenado Presbítero pelo então Arcebispo Metropolitano da Paraíba, Dom José Maria Pires e, no dia seguinte, realiza sua primeira celebração no hall da Reitoria da UFPB. Foi designado por Dom José para trabalhar na pastoral carcerária e logo depois para ser professor no Seminário Arquidiocesano. Durante esse período, foi também vigário na Paróquia São Francisco de Assis, no Jardim Veneza.

Em 1993, Dom José dá-lhe a incumbência de organizar a Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora, no Bessa, onde foi empossado como primeiro pároco em 25 de março de 1994.

Já no ano de 1996, inaugura os templos de São Miguel Arcanjo e Auxílio dos Cristãos e realiza os primeiros ECC e EJC de Auxiliadora. Dois anos depois, realiza a primeira romaria da Paróquia à Terra Santa e a alguns santuários da Europa. De 2000 a 2001, instalou as comunidades de São Luís Gonzaga, São Gabriel e São Mateus.

Ele também participou efetivamente da organização do Santuário Mãe Rainha e realizou outras atividades importantes em várias pastorais, como a carcerária e a que atuava no antigo Manicômio Judiciário.

Em 2019, recebeu o Título de Cidadão Pessoense e a Medalha João Paulo II, pelos relevantes serviços prestados como evangelizador e pelo incansável trabalho em favor da família. A sessão solene, proposta pela da vereadora Raíssa Lacerda (PSD), reuniu familiares e amigos do religioso na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP).

COM INFORMAÇÕES DA PARÓQUIA NOSSA SENHORA AUXILIADORA E DA CÂMARA MUNICIPAL DE JOÃO PESSOA

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *