Política, Cotidiano, Esportes, Memória & afins

O Poeta e a pandemia

AM3 – 250×250

Não se tem certeza do idealizador da ação. O fato é que uma máscara foi colocada no busto do poeta Cristiano Cartaxo, localizado na praça do mesmo nome, ao lado do Sangradouro do Açude Grande, no centro de Cajazeiras.

Se foi gaiatice cajazeirense ou não, a repercussão foi imediata e positiva, inclusive pelos descendentes do poeta-maior, que viram na ação, a singela ‘contribuição’ do poeta-maior no combate à pandemia do novo coronavírus.

“Ótima iniciativa. É como se meu pai, lá do céu onde está, estivesse lembrando aos descrentes: use a máscara, fique em casa mas se tiver que sair, use a máscara. Essa pandemia não é uma gripezinha!”, disse o escritor Francisco Frassales Cartaxo, filho de Cristiano Cartaxo – que, a propósito, era farmacêutico de formação.

TATYANA
ELIANE BANDEIRA

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.