O Distrito de Engenheiro Avidos: a estrada e a barragem

TATYANA
0
AM3 – 250×250

A primitiva estrada, que foi iniciada no dia 1º de julho de 1921, em função da construção do Açude no Boqueirão de Piranhas, com suas cinquenta e seis curvas, com 15 quilômetros, está com seus dias contados: uma nova vai ser construída, com poucas curvas e que irá reduzir três quilômetros a distância entre a BR 230, na altura do Sítio Santo Antonio, e a vila do distrito. Esta antiga estrada se fazia necessária para as obras do Açude Piranhas, obra que foi iniciada por uma empresa norte americana.

Ao longo dela vão ser construídas duas novas pontes: no Sítio Riacho Fundo e outra no Riacho dos Coxos, com dez metros de largura e o asfalto vai contemplar até a chegada da barragem. O acesso a Vila vai continuar sendo pela antiga ponte, construída no governo de Tarcisio Buriti, com recursos de uma emenda parlamentar do então senador Raimundo Lira, que é filho natural do distrito.

Agora esta nova rodovia se faz necessária em função das águas do Rio São Francisco que irão aportar no açude Engenheiro Avidos e que vai regulamentar a distribuição para os grandes projetos hídricos e consumo humano e tornar perene o Rio Piranhas.

No último dia 12 de março de 2020, o governador João Azevedo, assinou uma Ordem de Serviço para a construção desta nova rodovia, PB-394, com direito a ser asfaltada. Era uma antiga reivindicação do povo de Cajazeiras, em especial da população da vila do distrito e receberá o nome Francisco Aristides, numa proposição do deputado estadual Jeová Campos.

O Rio Piranhas nasce na Serra do Bongá, em Bonito de Santa Fé, cortando vários municípios até desaguar no Estado do Rio Grande do Norte onde acrescenta o nome para Piranhas-Açu, sendo a mais importante bacia hidrográfica da região, segundo o Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS).

A construção da Barragem de Engenheiro Avidos é um capitulo muito especial da história dos açudes do Nordeste.

Foi concluído em 30 de setembro de 1936 e a inauguração ocorreu em 19 de novembro do mesmo ano, em solenidade que contou com a presença de autoridades do mundo político e de jornalistas. Entre as autoridades estava o governador da Paraíba, Argemiro de Figueiredo, o jornalista Assis Chateaubriand e uma comitiva de empresários paulistas.

O açude teve a sua primeira sangria no ano de 1963 e foi motivo de muitas preocupações e novos estudos foram realizados e o DNOCS determinou que fosse construído um novo vertedouro na ombreira direita e no período de 1975 a 21 de outubro de 1977 a obra foi executada e resultou na retirada da sangria que era realizada por cima da parede, cavando um vertedouro na lateral, utilizando para isso alta tecnologia à época.

Um fato nos chamou a atenção esta semana: a Barragem de Engenheiro Avidos registrou uma tomada de água de 10.272.374 m³ num espaço de 24 horas. É um volume só superado ao que ocorreu na década de 50, quando num único dia recebeu 20 milhões de metros cúbicos. Estes dados foram preservados pelo saudoso Mainha, exemplar servidor do DNOCS, que anotou durante meio século, todas as chuvas e volumes que serviram de base para que os engenheiros pudessem realizar os projetos para a reforma que foi realizada quando era presidente da República Ernesto Geisel. Na manhã de ontem, dia 18, ela estava com 75.763.064 m³ e hoje, dia 19, amanheceu com 86.035.438 m³ e as informações são de que todos os afluentes do Rio Piranhas continuam com bastante água, além de que as perspectivas de mais chuvas estão sendo noticiadas pelos organismos competentes.

Como filho daquele distrito, o que muito me honra, estou sendo agraciado com duas grandes noticias: que o velho Boqueirão de Piranhas está tomando muita água e voltará a ser esplendido e belo e a construção da estrada pavimentada que irá facilitar o tráfego e o transporte dos alimentos que são produzidos na sua bacia e nas margens do Rio Piranhas.

O açude cheio com a transposição que vem dos céus e a estrada pavimentada são motivos de muitas alegrias e felicidades.

ELIANE BANDEIRA

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.