Num dos piores jogos do ano, Atlético de Cajazeiras e Auto Esporte empatam no Perpetão


DSC_0342

Não foi um jogo fácil de assistir. Atlético de Cajazeiras e Auto Esporte não fizeram uma boa contribuição ao futebol na tarde deste domingo, no Estádio Perpetão, e o jogo terminou empatado por 0 a 0. O duelo que começou sem boas jogadas, grandes defesas ou cobranças perigosas, piorou no segundo tempo com a expulsão de Marcondes.

Os dois times voltam a campo apenas no próximo domingo para tentarem a recuperação. O Atlético recebe o também lanterna, só que do Grupo A, Paraíba de Cajazeiras no clássico da cidade. O Trovão Azul continua sua sina na competição. Com mais este empate sem gols, segue na rabeira do Grupo B com apenas dois pontos ganhos e apenas um gol marcado. O time já completa cinco jogos sem marcar um gol sequer.

Já o Auto enfrenta o CSP, no Almeidão. O Macaco Autino precisa vencer para não disputar o quadrangular da morte. Com o empate em Cajazeiras hoje e a vitória do Sousa, em casa, o time de Índio Alagoano caiu da terceira para a quarta colocação.

A bola sofreu

Foi um primeiro tempo muito truncado com poucas chances para os dois times. Os dois goleiros só foram exigidos mesmo no início da partida em uma chance de gol para cada lado e depois mais nada.

A primeira oportunidade foi do Atlético. Aos 4 minutos, Robinho tocou para Lelê, que entrou na área e devolveu para Robinho. Ele chutou no ângulo esquerdo do goleiro Edson, que saltou e mandou a bola para escanteio. Aos 12, foi a vez do goleiro do Atlético salvar seu time na boa jogada de Janderson. Ele entrou na área, chutou colocado no canto esquerdo e Paulo Musse saltou e espalmou para fora.

O jogo conseguiu ser pior no segundo tempo. Marcondes foi expulso aos 6 minutos, mesmo assim o Atlético conseguiu se manter no ataque, enquanto o Auto recuou e se defendeu por quase toda a etapa final. Tanto que a melhor chance deste segundo tempo veio do Trovão. Aos 33 minutos, Robinho fez jogada individual, entrou na área do Auto e tocou para Marcelo, que chutou forte, mas Edson defendeu.

GLOBO ESPORTE

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *