Nossas entidades

A COLUNA DE SAULO PÉRICLES BROCOS PIRES FERREIRA

Na semana passada, ao lado de meus escrevinhamentos, recebi uma nota “por citação indevida”, tendo como origem o Rotary Clube de Cajazeiras. A nota, respeitosa e em alto nível, eu recebo, antes de como uma crítica, mais adequado seria como uma espécie de elogio, e com origem de uma das pessoas que sinceramente admiro, o atual presidente do Rotary, meu amigo fraterno José Rivonaldo Freitas da Nóbrega, mais ainda. Sempre me pareceu que eu, como o João Batista da Bíblia, pregava no deserto, pois não despertava nenhuma reação, isso vem comprovar que ainda existem instituições na nossa cidade, que podem se levantar, e chegar a público para defender a instituição e seus pares, congratulo-me.

No restante, a gente tem que ver o que eu vi: faz muito tempo, meu pai ainda era vivo, quando assisti a uma sessão do Rotary, me lembro por exemplo, das “Avenidas”, e de pessoas como Renê Moésia e Dudú, além de Dr. Sabino
Rolim e Mons. Vicente Freitas, que se fosse vivo,certamente teria chamado seu ex-aluno do Colégio Estadual às rédeas.

O termo que usei, pode ser sido “carregado nas cores”, que não vou repeti-lo, significa também um grupo, e como
qualquer grupo esse pode ser uma ajuntamento de gente para um bem comum, mais elevado, ou rio caso diverso, seria como uma “facção”, que se reúne para fins deletérios, que não parece ser o caso, mas continuo com minha opinião: o maior clube de serviços de nossa comunidade, deve ter a condição de atrair os novos valores para que se juntem a ele, e como se dará isso, fica meu questionamento.

Vou contar duas histórias que podem ilustrar o que escrevo: quando de minha juventude, há muito tempo, existia um clube de serviço aqui chamado de Câmara Júnior e o seu membro mais destacado era o empresário Raimundo Ferreira, e ainda tinha, como parte de seu estatuto, ouvi dizer, que o nome Júnior, era que quando seu membro completasse os 40 anos de idade, teria de ser afastado, (Raimundo Ferreira passou, diziam-me uns três anos com 39 anos). Uma das coisas mais importantes promovidas pela Câmara Júnior, foi, e ainda é, o calçamento do Cemitério Coração de Maria até sua capela, coisa que muito da nova geração desconhece. Como não houveram sucessores, a Câmara Júnior extinguiu-se em nossa cidade, coisa a se lastimar.

Há poucos dias, eu numa das minhas caminhadas pela Zona Sul de nossa cidade, vi um jovem que se notava bem
humilde, se vestindo para algum evento importante. Perguntei para onde esse se dirigia e fui informado que ia para uma reunião da Ordem Demolay, que prepara os jovens Maçons para no futuro assumirem a função de Mestre Maçom ou similar. De fato, ao ver as fotos atuais da nossa Maçonaria, nos vemos que e renovação efetivamente aconteceu.

Há poucos dias, soubemos que um membro do Rotary de Cajazeiras, (que não vi na festa), recebeu um prêmio nacional de Oratória, o que de por si, dá a notícia que alguma coisa a mais existe no nosso maior clube de serviço. Também vi uma entrevista da coordenadora do Interact, que forma(ria) jovens rotarianos, a exprimir seu desvelo com que exerce sua missão, tudo isso digno de nota, mas não sou juiz do mundo, e continuo com minhas opiniões, mas na maioria, acho as novas gerações são muito apegadas ao eletrônico, às redes sociais, que tem essa participação em entidades uma coisa possivelmente superada.

Agora, já é a terceira vez que eu escrevo sobre, esse tema; e tendo em vista haver um assunto que realmente quero abordar, fica meio redundante falar sobre a mesma coisa.

Nossos concidadãos vão em outubro para as urnas para realizar a mais importante eleição de nossa história recente,
que pode nos ‘colocar no caminho de ser uma potência econômica, ou nos jogar na sarjeta da História, e todos nós continuarmos a sermos essa republiqueta corrupta que teimamos em ser.

Disso é que quero escrever. Estamos num limiar da nossa história tão definitivo quanto à Independência ou a República, mas me parece, nosso povo está como que, perdido em suas igrejinhas e seitas políticas, sem ver o Brasil do futuro, que está ai em frente.

Obrigado para quem é de obrigado, respeito para quem merece respeito e boa sorte para nós todos.

Fico.

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *