Noites pagãs, by Conspiração Apocalipse

A gente também se vê por aqui

Música: Noites Pagãs

Compositor: Gilberto Álvares

Letra:

Por todas as formas de ousadia da tua busca louca

Pela ausência tão presente retalhando as minhas horas

Em minutos encharcados de alcoolizados blues

Melhor assim… Melhor o fim

Valeu brincar de ser feliz

Valeram-me os teus versos recheados de tesão

As fantasias dissolvidas em copos descartáveis

Valeu a dor de tentar outra vez

Pelo ballet dos nossos corpos transvirados de desejos

O voo rasante da tua boca insinuando mil pecados

Pelas frases sussurradas na explosão do teu instante

Melhor assim… Melhor o fim

Não fomos dignos de amar tanto

Valeu chorar baixinho a nossa sorte pagã

Suplicar ao relógio alguns minutos mais

Os sonhos abortados em noites sem manhãs

Como as folhas de outono sucumbem à brisa leve

A nossa estória se afoga no excesso de enredo

Nossos grilos, nossos medos hoje são páginas de saudades

Meu sonho zen… Mas tudo bem

Estou juntando o que sobrou de mim

Tudo é tão confuso, tão vazio, eu sinto frio

Mas não me importam as noites longas

Eu vou me acostumar com a escuridão

Sem feedback, baby

Estou de caso com a solidão

Solidão… Solidão

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *