Morre a jornalista cajazeirense Lena Guimarães, ex-editora do Correio da Paraíba


Faleceu, hoje, aos 62 anos de idade, no Hospital da Unimed, em João Pessoa, a jornalista e advogada Regirlene Rolim Guimarães, Lena Guimarães, que já há alguns dias vinha enfrentando sérias complicações de saúde. “Era uma profissional valorosa, praticamente insubstituível”, comentou o empresário e escritor Roberto Cavalcanti, diretor-proprietário do Sistema Correio de Comunicação. Lena foi editora, por muitos anos, do jornal “Correio da Paraíba”, imprimindo dinâmica e renovação aos quadros da imprensa no Estado e no Nordeste, sempre procurando manter-se antenada com a evolução das tecnologias e sua inserção no jornalismo impresso.

Natural de Cajazeiras, Lena também atuou como repórter e como colunista política, principalmente, no “Correio da Paraíba”, desdobrando essa atuação na TV Correio e em programas de rádios. Tornou-se respeitada pelo amplo conhecimento dos fatos e, também, pela análise criteriosa e imparcial que adotava no tratamento das análises jornalísticas. Filha de Reginaldo de Melo Guimarães (in memoriam) e Maria Irene Rolim Guimarães, Lena foi secretária de Comunicação Social do governo da Paraíba, na terceira gestão do governador José Targino Maranhão. Ela foi convidada, também, para ocupar secretarias de imprensa em outras gestões, estaduais e municipal, em João Pessoa.

Foi casada com o jornalista Nonato Guedes, com quem tem um filho, o publicitário Daniel Guimarães Guedes de Aquino. Lena recebeu diversas homenagens como reconhecimento pelo seu trabalho, partidas, inclusive, da Assembleia Legislativa do Estado e de entidades de destaque na Paraíba e a nível nacional. Ela foi correspondente dos jornais “Folha de São Paulo” e “Jornal do Brasil” e era, também, exímia entrevistadora. A notícia da morte da jornalista Lena Guimarães causou grande comoção nos diferentes círculos da sociedade paraibana.

O talento da jornalista Lena Guimarães

Amigos e políticos lamentam morte da jornalista Lena Guimarães

Políticos e amigos de Lena Guimarães lamentaram a morte da jornalista, ocorrida nesta segunda-feira (18), em João Pessoa. Lena estava internada em um hospital particular e  foi vítima de falência múltipla de órgãos, em decorrência de um câncer no pâncreas. Informações sobre velório e sepultamento da jornalista ainda não foram divulgadas.

O apresentador do programa Correio Debate, da TV Correio, Hermes de Luna, relembrou a parceria com a jornalista e exaltou a competência de Lena Guimarães. Colunista do jornal CORREIO, Lena participava às terças-feiras do programa comandado por Hermes. Era um reencontro entre amigos de longa data.

“Comecei como jornalista de Política no Jornal Correio da Paraíba com Lena Guimarães como editora. Foi pelas mãos dela que me tornei colunista político, há muito tempo. Depois de um tempo, no meu retorno à casa, tive a oportunidade novamente de desfrutar da convivência de Lena Guimarães, primeiro na RCTV, onde ela participava do Rede Debate, todas as segundas-feiras, e, claro, durante todas as coberturas especiais de eleições. Recentemente ela me dava o prazer e dava o prazer a todos os telespectadores, com seus comentários inteligentes, de participar todas as terças-feiras do Correio Debate da TV Correio. Lena Guimarães é aquela profissional que deixa o exemplo de jornalismo de alto nível para todo mundo. Se alguém conseguir seguir o exemplo de Lena Guimarães, pode ter certeza que estará fazendo o melhor e mais sincero jornalismo que pode ser feito”

Hermes de Luna

A editora de radiojornalismo do Sistema Correio, Ana Claudia Brandão, destacou que Lena Guimarães era uma inspiração. A jornalista contou que tinha a coluna de Lena como ‘leitura obrigatória’ para manter-se por dentro dos fatos políticos.

A coluna de Lena Guimarães no Jornal Correio da Paraíba sempre foi leitura obrigatória nas minhas manhãs ao chegar no Sistema Correio de Comunicação. Ela falava de política como poucos, tinha números, dados, fontes e uma memória jornalística impecável. Uma das mulheres mais inteligentes, corajosas e imponentes que já conheci na minha profissão. Lena Guimarães deixa uma lacuna no nosso meio e uma saudade imensa de encontrá-la nos corredores da empresa fazendo história e contando tantas outras”

Políticos e autoridades

Em nota, o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, lembrou que Lena foi responsável pelo período de maior crescimento do Jornal Correio da Paraíba, numa expansão que terminou por dar grande visibilidade à sucursal do veículo em Campina Grande, com a estreia de um clichê especial para a cidade e ampliação dos investimentos na cidade. “A imprensa paraibana perde uma das importantes referências das últimas décadas e o jornalismo do nosso estado sofre uma perda incalculável”, lamentou.

O deputado federal Aguinaldo Ribeiro ressaltou o legado deixado por Lena na comunicação paraibana e a amizade que mantinha com a jornalista. “Com muita tristeza recebi a notícia do falecimento da querida Lena Guimarães. Um ser humano incrível, assim como um dos ícones do jornalismo paraibano tendo ocupado funções de destaque na comunicação do nosso estado. Uma grande amiga que deixa um legado de contribuição à Paraíba. Neste momento de dor me solidarizo com os familiares e amigos e externo o meu mais profundo pesar”, disse o deputado.

O secretário-chefe de Gabinete da Prefeitura de João Pessoa, Lucélio Cartaxo, colocou Lena como um dos grandes nomes da imprensa paraibana. “Desejo força aos amigos e parentes de Lena, que por muitos anos prestou um importante serviço ao povo do nosso estado”, disse.
O desembargador José Ricardo Porto também lamentou o falecimento da jornalista. “Deus não pôde esperar, levou Lena para ficar ao seu lado. A Paraíba perde uma profissional completa: mãe maravilhosa, amiga esplendorosa, uma mulher que sempre esteve à frente do seu tempo. Saudade é sentimento de perda que não vai embora”, declarou.
COM INFORMAÇÕES DE OS GUEDES E PORTAL CORREIO

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *