Missão (im)possível?

A COLUNA DE REUDESMAN LOPES FERREIRA

Tenho confidenciado a amigos e, agora, torno público, comentário que venho fazendo ao longo dos anos de: “Como é difícil trabalhar por e para Cajazeiras”. Como que as “picuinhas” políticas de grupos que estão a se revezar no poder travam o desenvolvimento desta cidade. Aqui vale: “Se não sou eu, não será ele”. E neste entendimento da classe política profissional de Cajazeiras, estamos sempre mergulhados em um mundo de profundo atraso, e que se dane a cidade e o seu povo.

Como professor de Educação Física (agora aposentado), provocamos as autoridades municipais, desde os anos 80 quando comecei o exercício do magistério, no tocante a necessidade urgente que Cajazeiras tem com relação à construção de um Ginásio de Esportes, entendendo que como polo educacional essa “deveria” ser uma prioridade.

Pois bem, aposentado, nenhum levante das nossas autoridades quanto ao que tanto sonhamos. Anos se passaram e lá vamos nós atender a um aceno da população havida pela melhoria da sua qualidade de vida e na busca por atividades físicas que fossem benéficas quanto à prevenção dos males da sua saúde física e mental, passamos a realizar o projeto: Caminhar Faz bem Para o Corpo e Para a Mente. Esse sim um projeto fenomenal e que a população cajazeirense abraçou de verdade, mas, logo vimos o grande e grave problema, Cajazeiras não dispunha de uma área livre para a prática da caminhada, naquele momento, havia participação enorme de praticantes que se concentravam na estrada que liga Cajazeiras a São João do Rio do Peixe e no outro lado da cidade, na saída para o Ceará. Confesso ambos locais de extremo perigo já que o caminhante teria que ocupar o espaço dos automóveis.

A cidade cresceu o número de pessoas, de todas as idades aumentou na busca pelos espaços para a sua atividade prática, isso é um desafio. Atualmente um dos locais é o “balde do açude grande”, com um piso que propicia problemas dos mais diversos, principalmente em pessoas da terceira idade e, mesmo já tendo aqui falado sobre o assunto, não vimos qualquer interesse em nos dar, a mínima condição desta prática neste local.

Pensei que com três dignos representantes na Assembleia Legislativa a nossa amada Terra do Padre Rolim ganharia mais força, ledo engano, estamos assistindo, muita briga pessoal e, Cajazeiras sendo ainda mais esquecida quanto a projetos que a tirem desta “mesmice”, decepção total. Por fim, apelo ao sentimento daqueles cajazeirenses e cajazeirados, que nos ajude a manter viva a chama da memória da “terrinha”, isso, pelo menos no futebol.

Estreias

O Campeonato Brasileiro da Série C foi iniciado e os nossos representantes, Botafogo de João Pessoa e Treze de Campina Grande fizeram as suas estreias. No sábado dia 27 de abril o Botafogo decepcionou a sua torcida e em pleno Almeidão empatou em 1 a 1 com o Ferroviário do Ceará. Na segunda feira, 29 de abril, o Treze foi ao Recife para enfrentar o Santa Cruz e mesmo no Arrudão o Galo fez um jogo quase perfeito, segurou o Santa em boa parte da partida quando vencia o embate, mas, no finalzinho deixou o adversário empatar, resultado, 2 a 2 o que não deixa de ser importante esse ponto conquistado fora de casa.

Peneirada

Neste final de semana, mais precisamente no domingo 5, o Atlético Cajazeirense de Desportos através da Comissão Técnica do time Sub 19 que participará do campeonato paraibano vai realizar em Cajazeiras no Estádio o Perpetão, mais um peneirão e neste observar jovens atletas que poderão integrar o time atleticano no Sub 19. O trabalho que tem participação de Narcisão, Ciê, Eduardo, Edu Batera, vem sendo muito bem planejado o que passa a todos torcedores que estaremos com uma equipe de qualidade no Paraibano Sub 19.

BOLA DENTRO

Para o trabalho que alguns ex atletas profissionais e amadores estão realizando em Cajazeiras na modalidade do Futvôlei. Agora, eles construindo uma arena no Higino Pires Ferreira. Parabéns e NOTA 10!

BOLA FORA

Para o VAR que apesar de dar justiça aos resultados dos jogos de futebol, vem tirando e muito a emoção do gol. Por enquanto, o VAR vai matando a alegria do jogo. NOTA 0!

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *