Ministro do STJ nega liminar e prefeita Cláudia Dias continua afastada em Monte Horebe

TATYANA
AM3 – 250×250

11.10.14-carreata-conceicao_claudia-dias_prefeita-de-monte-horebe

O Superior Tribunal de Justiça, em decisão do ministro Reynaldo Soares Fonseca, negou a medida liminar requerida pela prefeita afastada de Monte Horebe Cláudia Dias que, por meio de habeas Corpus, tentava reformar decisão do Tribunal de Justiça da Paraíba que lhe afastou do cargo, desde o dia 21 de julho, em conseqüência da operação Monte Sinai, empreendida pelo Ministério Público da Paraíba, através do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado, em parceria com a Controladoria Geral da União e a Polícia Militar da Paraíba, para combater o desvio de dinheiro público na Paraíba, tendo como alvo a prefeitura de Monte Horebe.

A decisão do ministro foi tomada no final da tarde de sexta-feira, dia 07, tendo sido determinado pedido de informação ao Tribunal de Justiça e vistas ao Ministério Público.

Além de afastada do cargo de prefeita, Cláudia Dias está impedida de se aproximar de prédios públicos do município pela distância mínima de 100 metros. O vice-prefeito Luciano Pessoa está à frente do cargo e já fez mudanças no secretariado. No início, o prefeito enfrentou dificuldades para movimentar as contas bancárias e efetuar os pagamentos mensais da municipalidade, em função da exigência de documentos que comprovassem o afastamento da prefeita e consequentemente a posse do vice-prefeito.

Quando do seu afastamento, a prefeita disse que vai responder todas as acusações e acredita que retornará ao cargo pelo qual foi eleita pela vontade da maioria do povo de Monte Horebe. Ela foi acusada de ter cometido irregularidades administrativas quando foi secretária de Administração na gestão do ex-prefeito, Erivan Dias Guarita.

GAZETA DO ALTO PIRANHAS
ELIANE BANDEIRA

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.