Marcélia Cartaxo está no elenco de ‘Alexandre e outros heróis’, especial da Globo


alexandreoutros_tvglobo_joa

Em homenagem aos 60 anos de morte de Graciliano Ramos, será exibido, no dia 18 de dezembro, o especial “Alexandre e outros heróis”, uma adaptação de dois contos do escritor alagoano: “O olho torto de Alexandre” e “A morte de Alexandre”. Com texto de Luís Alberto de Abreu e do diretor Luiz Fernando Carvalho, a comédia, em volta das fanfarronices de um típico mentiroso do sertão, conta como o velho Alexandre (Ney Latorraca) ficou com o olho torto ao cavalgar uma onça, quando menino.

A história faz parte do folclore nordestino e, cheia de humor e encantamento, revela um Graciliano pouco conhecido. “Há muito tempo queria levar à televisão os contos infanto-juvenis do escritor, algo que mostrasse seu lado lúdico e cômico e, assim, ajudasse a desmistificar um certo clichê de escritor sisudo”, conta Luiz Fernando. As gravações duraram duas semanas e foram realizadas em Pão de Açúcar, no sertão de Alagoas, terra natal de Graciliano. A locação, uma antiga fazenda às margens do Rio São Francisco, foi inteiramente reformada pelo artista plástico Raimundo Rodriguez, que trabalha com o diretor desde “Hoje é dia de Maria”, e pelo produtor de arte Marco Cortez. A atmosfera do lugar inspirou ainda mais toda a equipe do especial, que também conta com a figurinista Luciana Buarque e o supervisor de caracterização Rubens Libório.

Homem fino das ideias, Alexandre (Ney Latorraca) tem mesmo o dom de encantar, com histórias cheias de feitos épicos, os amigos que sempre aparecem à noite para escutá-lo. Gaudêncio (Flávio Rocha) é o primeiro a chegar, interessado na beata Das Dores (Marcélia Cartaxo), afilhada de Alexandre e Cesária (Luci Pereira). É ela, Cesária, a musa de Alexandre, quem afirma e confirma as histórias do marido, quando o cego Firmino (Flávio Bauraqui) questiona os acontecimentos, certo de que ali há uma boa dose de exagero. Mestre Libório (Marcelo Serrado), quietinho em seu canto, é quem queima a mão no pandeiro e canta uma de suas emboladas para acalmar os ânimos, quando Alexandre se exalta por duvidarem de sua palavra. Mas Alexandre domou mesmo uma onça? E que fim levou a coitada? Ele diz até que o olho esquerdo, ferido na luta com o animal, enxerga melhor que o outro. Será?

“Alexandre e outros heróis” vai ao ar no dia 18, quarta-feira, logo após “Amor à Vida”. O especial tem texto de Luís Alberto de Abreu e Luiz Fernando Carvalho e direção de núcleo de Luiz Fernando Carvalho.

TV GLOBO

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *