Marcélia Cartaxo é premiada com ‘Melhor Interpretação’ no 26º Festival de Cinema de Vitória


O Festival de Cinema de Vitória anunciou neste domingo, 29/09, no Teatro Glória, do Centro Cultural Sesc Glória, os vencedores de sua 26ª edição. Na Competição Nacional de Longas, o Troféu Vitória de melhor filme foi para o documentário Casa, de Letícia Simões. A produção revela a relação entre mãe e filha e, na construção dos espaços de afeto entre essas mulheres, questiona o que é sanidade, memória, solidão e família.

O cineasta paraibano Bertrand Lira ganhou os prêmios de melhor direção e melhor roteiro pela ficção O Seu Amor de Volta (Mesmo que Ele Não Queira) e o cearense Pacarrete, de Allan Deberton, venceu na categoria Interpretação, pela atuação de Marcélia Cartaxo. O documentário gaúcho Mirante, de Rodrigo John, levou o Troféu Vitória na categoria Contribuição Artística.

Antes da premiação, o público assistiu ao curta-metragem de suspense Uma Faca Só Lâmina, produzido, filmado e finalizado pelos alunos da oficina ministrada durante o festival pelo cineasta Luiz Carlos Lacerda, o Bigode.

Conheça os vencedores do 26º Festival de Cinema de Vitória:

MOSTRA COMPETITIVA NACIONAL DE LONGAS

Melhor FilmeCasa, de Letícia Simões (PE)
Melhor DireçãoBertrand Lira, por O Seu Amor de Volta (Mesmo que Ele Não Queira)
Melhor InterpretaçãoMarcélia Cartaxo por Pacarrete e O Seu Amor de Volta (Mesmo que Ele Não Queira)
Melhor RoteiroO Seu Amor de Volta (Mesmo que Ele Não Queira), escrito por Bertrand Lira
Prêmio de Contribuição ArtísticaMirante, de Rodrigo John (RS)
Menção HonrosaWillian Muniz, pelo papel de Laura de Jezebel no filme O Seu Amor de Volta (Mesmo que Ele Não Queira)

MOSTRA COMPETITIVA NACIONAL DE CURTAS

Melhor FilmeNEGRUM3, de Diego Paulino (SP)
Melhor Filme | Júri PopularSangro, de Tiago MinamisawaBruno H Castro e Guto BR (SP)
Melhor DireçãoDiego Paulino, por NEGRUM3
Melhor InterpretaçãoKauan Alvarenga, por O Órfão
Melhor RoteiroA Praga do Cinema Brasileiro, escrito por Willian Alves e Zefel Coff
Prêmio de Contribuição ArtísticaQuando Elas Cantam, de Maria Franchin (SP)
Prêmio Especial do JúriGuaxuma, de Nara Normande (PE)

FESTIVALZINHO DE CINEMA DE VITÓRIA

Melhor Filme | Júri PopularArani Tempo Furioso, de Roobertchay Domingues Rocha (ES)

MOSTRA DO OUTRO LADO

Melhor FilmeCaranguejo Rei, de Enock Carvalho e Matheus Farias (PE)
Menção HonrosaCarne Infinita, de Isadora Cavalcanti (RJ)

MOSTRA NACIONAL DE CINEMA AMBIENTAL

Melhor FilmeKA’A ZAR WKYZE WA – Os Donos da Floresta em Perigo, de Flay GuajajaraEdvan dos Santos Guajajara e Erivan Bone Guajajara (SP)

MOSTRA NACIONAL DE VIDEOCLIPES

Melhor FilmePedrinho, de Tulipa Ruiz (Pedro Henrique FrançaFabio Lamounier e Rodrigo Ladeira, SP)
Menção HonrosaOk Ok Ok, de Gilberto Gil (Victor Hugo Fiuza, RJ)

MOSTRA MULHERES NO CINEMA

Melhor FilmeDeus te dê Boa Sorte, de Jaqueline Farias (PE)
Menção HonrosaAfeto, de Gabriela Gaia Meirelles e Tainá Medina (RJ)

MOSTRA CINEMA E NEGRITUDE

Melhor FilmeSem Asas, de Renata Martins (SP)
Menção HonrosaMotriz, de Tais Amordivino (BA)

MOSTRA OUTROS OLHARES

Melhor FilmeDo Outro Lado, de Bob Yang e Frederico Evaristo (SP)
Menção HonrosaKris Bronze, de Larry Machado (GO)

MOSTRA CORSÁRIA

Melhores FilmesA Profundidade da Areia, de Hugo Reis (ES) e Plano-Controle, de Juliana Antunes (MG)

MOSTRA FOCO CAPIXABA

Melhor FilmeJardim Secreto, de Shay Peled

MOSTRA QUATRO ESTAÇÕES

Melhor FilmeTea for Two, de Julia Katharine (SP)

COM INFORMAÇÕES DO CINE VITOR

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *