Mais de 800 pessoas já foram vítimas de acidentes com moto nas rodovias da PB este ano


PRF_motos_800x600

Pelo menos 807 pessoas já foram vítimas de acidentes de trânsito envolvendo motocicletas nas rodovias da Paraíba somente este ano, de acordo com dados levantados pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). Significa que, por mês, em média 115 paraibanos sofrem acidentes com motos no estado. E, por dia, quase quatro saem feridos ou mortos.

Segundo o levantamento divulgado nesta segunda-feira (18) pela PRF, nos primeiros meses de 2014 foram registrados 663 acidentes de trânsito envolvendo motocicletas e ciclomotores. Ao todo 757 pessoas ficaram feridas e 50 perderam suas vidas enquanto estavam sobre duas rodas.

Os números também foram revelados por meio de mais uma etapa da Operação Duas Rodas, iniciada na última quinta-feira (14) e encerrada na noite desse domingo (17). A operação ocorreu no Sertão do Estado e contou com a participação de policiais das três delegacias da PRF na Paraíba.

O crescimento da frota veicular e o comportamento de risco de muitos dos condutores de motocicletas e veículos similares têm gerado graves acidentes, não raramente com feridos ou mortos.

Com objetivo de prevenir acidentes e retirar de circulação motocicletas, ciclomotores e similares com documentação irregular, em mau estado de conservação e que comprometam a segurança do trânsito, 30 agentes da PRF estiveram envolvidos nas ações pontuais realizadas nos municípios de Malta, Pombal, Patos, Marizópolis e Piancó.

Durante o período da operação, 523 veículos foram fiscalizadas, 469 autos de infração foram lavrados. As infrações mais comuns foram falta de habilitação, falta de licenciamento e o não uso do capacete. No total, 58 veículos foram retirados de circulação e removidos para os postos da PRF, nove pessoas foram presas, quatro delas pela mistura de álcool e direção, um veículo roubado foi recuperado e outros dois veículos adulterados foram apreendidos.

BLOG DO GORDINHO

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *