Maçonaria debate Transposição do Rio São Francisco em seminário


transposicaaaaoo

A Maçonaria “Grande Oriente do Brasil, que tem como Grão Mestre Estadual, o Irmão Aderaldo Pereira; a Loja Maçônica José Rodovalho de Alencar e Assembleia Legislativa realizam hoje, dia 15 e amanhã, sábado, dia 16, em Cajazeiras, o II seminário sobre a Transposição do Rio São Francisco.

A programação será iniciada hoje, sexta-feira, às19 horas, com inscrição e credenciamento; 19h30min, Abertura Solene e às 20h30min, Palestra com o professor, deputado estadual e presidente da Frente Parlamentar das Águas, da Assembleia Legislativa do Estado, Jeová Vieira Campos, com o tema: “Transposição das Águas do Rio São Francisco na Paraíba”.

No sábado, 09 horas, palestra, com Dr. Francisco Elias de Oliveira, químico industrial e advogado. O tema será: “Água, Qualidade e Escassez”; 10h15min, Cooffe Break; 10h30min, palestra com a professora e doutora Mariana Moreira, jornalista e escritora, com o tema: “Transposição das Águas do Rio São Francisco da forma que está sendo feito, é viável?”

Às 11h30min, Debate e Mesa Redonda com os palestrantes e ao meio dia, encerramento.

 

TRANSPOSIÇÃO

A Transposição do Rio São Francisco é um projeto de deslocamento de água do Rio São Francisco, denominado pelo Governo Federal de “Projeto de Integração do Rio São Francisco com Bacias Hidrográficas do Nordeste Setentrional”.

O projeto tem como principal finalidade garantir água para o consumo humano das cidades localizadas no interior do Nordeste que sobre com as constantes secas, além da irrigação de diversas culturas.

A obra está sob a responsabilidade do Ministério da Integração Nacional e prevê a construção de mais de 700 quilômetros de canais de concreto em dois grandes eixos (norte e leste), ao longo do território de quatro Estados (Pernambuco, Paraíba, Ceará e Rio Grande do Norte).

Com seis anos de atraso, as obras da transposição do Rio São Francisco finalmente devem ser concluídas no primeiro semestre do próximo ano. O projeto também previu a revitalização do Rio São Francisco, o saneamento básico das cidades e a desapropriação de propriedades. O projeto também sofreu resistências sob vários argumentos, entretanto, o ex-residente Luis Inácio Lula da Silva resolveu executá-lo.

GAZETA DO ALTO PIRANHAS

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *