Justiça suspende eleição da Cervarp e cobra explicações da comissão gestora


CERVARP-LOGO

A juíza da 2ª vara da comarca de Cajazeiras, Dra. Adriana Lins de Oliveira Bezerra determinou, no final da manhã desta quarta-feira (18), a suspensão da eleição da Cervarp – Cooperativa de Energia e Desenvolvimento Rural do Vale do Rio do Peixe, que estava marcada para acontecer no próximo sábado (21).

A magistrada atendeu pedido formulado por Juliano Maciel, candidato a presidente, que alegou que a atual comissão gestora da entidade, descumpriu os termos do acordo judicial formulado, além de ter usurpado as atribuições da comissão eleitoral estipulados em juízo, com sensível prejuízo para os que desejavam participar da eleição.

Membros da comissão eleitoral também já haviam informado a juíza sobre como vinha sendo conduzido o processo eleitoral, confirmando que a comissão administrativa havia definido as regras e publicado o edital, ao total arrepio dos membros da comissão eleitoral e contrariando o que havia sido acordado em juízo.

Desde o final de março deste ano, uma comissão administrativa formada por cinco membros está à frente da Cervarp e, tinha o compromisso de realizar uma assembléia Geral para apresentar seu trabalho, assembléia esta que também respaldaria as decisões da comissão eleitoral sobre o pleito, mas não cumpriu nada do que ficou acertado, ensejando a suspensão da eleição, por determinação judicial. Na decisão que suspendeu a eleição, a juíza Adriana Bezerra determinou a intimação da comissão administrativa, em caráter de urgência, para em 72 horas justificar o motivo de não ter cumprido com os termos firmados em audiência e homologados judicialmente, sob pena de destituição compulsória.

JORNAL DA PARAÍBA

1 Comment

  1. Avatar
    Max Amério
    19/06/2014

    CERVARP – Há um grande interesse de alguns senhores pela presidência desta entidade que hoje sobrevive não sei de quê??? Houve uma época que ninguém queria ser…Até a ENERGISA assumiu a rede de energia rural mesmo com uma determinação da ANEL autorizando a todos os associados menor tarifa, não sei como isso depois de tantos anos vai ao chão, sem falar na indenização. “É MUITO INTERESSE”

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *