Júnior Araújo descarta reaproximação com o deputado Jeová Campos


O pré-candidato a deputado estadual Júnior Araújo (Avante) disse que hoje conta com apoios em 35 municípios e que sua desistência de disputar a eleição para apoiar seu antigo aliado, Jeová Campos (PSB), está completamente descartada.

O ex-vice prefeito de Cajazeiras afirmou, ainda, que a relação política com Jeová não existe mais e que o parlamentar hoje é aliado do prefeito José Aldemir (PP).

“Vocês estão vendo que a relação dos dois é muito estreita. Eles já traçam planos para as eleições de 2020,” lembrou.

Indagado sobre a possibilidade de desistir da candidatura a deputado para apoiar Jeová no intuito de ser candidato a prefeito em 2020, numa escala de zero a dez, Júnior foi contundente ao responder que a chance é zero e que Jeová foi injusto com Carlos Antônio ao não cumprir com o compromisso de dar apoio pleno na campanha para reeleição da ex-prefeita Denise Oliveira (PSB), que viria a ser derrotada por José Aldemir.

“Nós acreditamos em Jeová quando ninguém acreditava. Jeová estava sem mandato, sem prestígio político, desacreditado, não tinha sequer agentes políticos defendendo seu nome, e nós cumprimos à risca nosso compromisso com ele. Lamentavelmente ele não cumpriu seu compromisso conosco. Então, nós não devemos absolutamente nada ao deputado Jeová. Não há motivo nenhum para o deputado cobrar fidelidade do ex-prefeito Carlos Antônio, da ex-prefeita Denise e do nosso grupo politico”, disse.

 

 

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *