Jessé Assis: homem de palavra única

Personagens que fizeram e que fazem a história de Cajazeiras

JESSÉ ASSIS

Cajazeiras (PB), 23/07/1927


No dia 23 de julho de 1927, no Sítio Barroso, nasceu o quinto filho de Emídio Assis e Otília Soares: Jessé. Caçula, introvertido, cresceu e foi estudar em Cajazeiras. Posteriormente, foi para o Recife estudar contabilidade, onde lá juntou cada tostão para realizar um sonho: conhecer o Rio de Janeiro. E assim foi, sozinho, sem ninguém para encontrar, sem avisar pelo menos à sua mãe, que continuou em Cajazeiras, carente e angustiada por uma palavra do filho distante. Viajou de terceira classe e se aventurou na Cidade Maravilhosa, onde trabalhou por três anos.

Jessé Assis retornou à cidade de Cajazeiras, onde foi trabalhar na Carvalho Dutra, lugar onde conheceu Creuza, que, como ele mesmo definiu, seria a sua esposa e companheira de uma vida inteira. Alguns anos após, junto com o seu irmão mais velho Mozart, e com o apoio de outro irmão, o médico conhecido pelo apelido de Fassis, fundou a Eletro Famoje, que se tornou uma das referências de lojas de eletrodomésticos da região. Na mesma época, os irmãos tornaram-se sócios da Difusora Rádio Cajazeiras e, anos depois, inauguraram a Rádio Patamuté, primeira rádio FM do estado da Paraíba.

Sempre reservado e introvertido, porém muito cativante pelo seu jeito brincalhão, pela sua personalidade muito correta e com muito senso de justiça, é um homem de palavra única. Se definiu como um comerciante ruim, porque não sabia “ser esperto”; quando dava uma palavra sobre uma compra, nenhuma oferta modificava. Uma vez tomada uma decisão, não voltava atrás.

Homem de poucos amigos, mas fiéis. Amigos de uma vida inteira, sem interesses; amigos pelo valor do homem que ele sempre foi e é.

Tive o prazer de conhecê-los e como é bom ver a verdadeira amizade, baseada no carinho, confiança, admiração e respeito.

Homem simples, íntegro, de um tempo que a palavra valia e vale mais do que o dinheiro.

Correto, religioso, família, nasceu e cresceu no sertão, mas conheceu o mundo através dos livros. Teve apenas uma filha legítima, mas muitos filhos adotados; filhos da amizade, frutos da vontade de ajudar ao próximo, de tornar a vida do semelhante menos dolorosa, baseado na confiança e na vontade de ver o seu amigo em melhores condições de vida. Esta sempre foi sua maior vontade e fez dessa vontade sua história. Sua existência marcada pela simplicidade e pela sua forma correta e transparente como conduziu sua história de vida.

COM INFORMAÇÕES DE YUZETH NÓBREGA DE ASSIS BRILHANTE, FILHA DE JESSÉ ASSIS

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *