Jeová Campos sugere que escolas trabalhem o Código de Trânsito para formar condutores mais responsáveis


O mês de maio já se inicia com uma grande reflexão proposta pela campanha  ‘Maio Amarelo’ do Observatório Nacional de Segurança Viária – ONSV: “No trânsito, o sentido é a vida”. Assim como em todas as cinco edições anteriores da iniciativa, o tema tem o objetivo de envolver a sociedade em novas ações para encarar a mobilidade de forma mais responsável. Trazer o assunto para a sala de aula na missão de formar os futuros condutores, também faz parte dessa reocupação e, nesse sentido, o deputado estadual Jeová Campos (PSB) já se adiantou protocolando um importante projeto.

O parlamentar deu entrada na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), no início da legislatura, de um indicativo de Projeto de Lei que introduz os estudos de Código de Trânsito nas escolas da rede em ensino estadual. De acordo com o projeto, o tema seria trabalhado por meio de atividades pedagógicas visando o combate à violência, à irresponsabilidade e o desrespeito às leis, bem como também à valorização de temas como ética e cidadania.

Para o deputado, assim procedendo, certamente, o alunado jovem contribuirá para um trânsito menos caótico nas médias e grandes cidades, com menos acidentes e com índice reduzido de infrações de trânsito. “É de extrema importância porque está formando os futuros condutores de veículos, que não só crescerão com uma mentalidade mais responsável ao volante, mas poderão até mesmo transmitir esses princípios e conhecimentos aos seus pais e adultos com quem convivam”, comentou Jeová.

Ele lembra que, diariamente, os noticiários trazem informações sobre acidentes graves, muitas vezes praticados por pessoas que desconhecem plenamente as normas de trânsito. “A melhor forma de ensinar esse conteúdo não é a decoreba das normas de trânsito, mas sim, é preciso destacar os direitos de motoristas e pedestres e fazer com que os alunos trabalhem com situações reais”, disse o parlamentar em sua justificativa.

Segundo a indicação do parlamentar, as escolas poderão trabalhar as atividades em parceria com os órgãos de controle e fiscalização de trânsito ou outras entidades relacionadas com esta temática. A lei de trânsito determina ainda que o Ministério da Educação adote um currículo interdisciplinar para abordar o assunto, com a ajuda dos órgãos de trânsito de todos os níveis: municipais, estaduais e federal, que deverão formar núcleos pedagógicos para incentivar projetos nas escolas.

Maio Amarelo

A proposta do deputado está muito bem alinhada à campanha do ‘Maio Amarelo’ da ONSV, que este ano trouxe em seus VT’s crianças pedindo por mais responsabilidade no Trânsito. Em 2018, a abertura oficial da campanha foi em Campina Grande. Este ano, ela aconteceu em Vitória, no Espírito Santo. Jeová acredita que o Maio Amarelo e o tema escolhido é um estímulo à reflexão de todos que fazem parte do Trânsito. “Propõe o envolvimento da sociedade, uma mudança, um novo olhar para a mobilidade. Trata-se de um estímulo a todos os condutores, seja de caminhões, ônibus, vans, automóveis, motocicletas ou bicicletas, e aos pedestres e passageiros, para escolham a vida, escolham um trânsito mais seguro”, comentou.

NEWS COMUNICAÇÃO

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *